Contas do PMN são reprovadas e partido fica sem repasse por 6 meses

Corte do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), após recesso que teve início dia 17 de dezembro,  realizou a primeira sessão ordinária de 2011 nesta terça-feira (18).

Na pauta, constaram nove processos, dentre os quais houve a desaprovação das contas do Partido da Mobilização Nacional (PMN), referente ao exercício financeiro do ano de 2009. Segundo o relator, juiz João Ricardo Coelho, faltaram informações necessárias exigidas
pela Justiça Eleitoral.

A contar do trânsito em julgado, fica suspenso por seis meses o repasse do fundo partidário ao PMN.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.