Conselho interdita unidades de saúde em Capim e Cuité de Mamanguape

Na manhã desta sexta-feira (22), o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) interditou eticamente duas unidades de saúde no Estado. A primeira foi o Pronto Atendimento do Posto de Saúde Anilda Souto Rocha, PSF 1, na cidade de Capim, a 40 km de João Pessoa. O Conselho também interditou o Centro de Saúde Sebastiana de Souza Cabral, no município de Cuité de Mamanguape, distante 50 km da Capital do Estado.
           
De acordo com o diretor do Departamento de Fiscalização do CRM-PB, Eurípedes Mendonça, as duas unidades de saúde funcionam 24 horas, no entanto sem enfermeiros e médicos presenciais durante o período. O centro de saúde de Cuité de Mamanguape só funciona com técnicos de enfermagem. Dentre outras irregularidades, a ambulância de Capim não tem licença sanitária da Agência de Vigilância Sanitária (Agevisa), nem suporte para soro.
 
“O médico que prescreve medicação injetável e não está presente na unidade para, ao término da administração do medicamento, avaliar o paciente, proceder a alta com orientações ou mesmo recomendar internação ou transferência para outra unidade, comete infração grave ao Código de Ética Médica, por abandono de paciente”, disse Eurípedes Mendonça.
 
A médica fiscal, Cândida Fernandes, que também participou da visita, afirmou que as interdições iniciam-se a partir da zero hora deste sábado (23). “Logo que as não conformidades sejam sanadas, o CRM deve ser notificado para avalizar a possibilidade de desinterdição”, explicou a médica. Com esses dois autos, o CRM-PB já interditou 13 unidades de saúde neste ano de 2013.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.