Dom Manoel Delson

Dom Manoel Delson cursou Filosofia e Teologia em Nova Veneza (SP) e no Instituto de Teologia da Universidade Católica de Salvador (BA). É licenciado em Letras e tem Mestrado em Ciência da Comunicação Social, em Roma, na Pontifícia Universidade Salesiana. É Arcebispo da Paraíba.


Confiamos que haverá Páscoa

O tempo Quaresmal sempre nos pedirá a exigência da conversão, sempre nos porá diante do questionamento de nossas condutas. Desde o inicio deste tempo, a Igreja nos convoca a nos colocarmos em atitude interior de mudança de vida, chama-nos à conformar nossa estilo de vida ao de Jesus Cristo. Quem está em Cristo torna-se uma nova criatura, e mais, participa interiormente da Sua Páscoa.

A Quaresma constitui-se em um período de grande preparação para a Páscoa. O Senhor nos fará passar do pecado para a graça, da morte para a vida nova. Não devemos almejar viver a Vida do Ressuscitado ainda cheios de ódio e de sentimentos ruins de uns para com os outros. Sem conversão real não haverá Páscoa em nossos corações!

Diante de tantas noticias que nos desacostumam a conviver com a verdade, devemos romper com a mentira de uma vida velha, cristalizada com comportamentos que não condizem com o Evangelho de Nosso Senhor. Quais comportamentos, posturas ou sentimentos que povoam nosso coração de cristão? Para quem odeia, para quem não perdoa, para quem não se volta ao Senhor, voltando-se ao irmão, não haverá Páscoa, não existirá ressurreição e nem esperança de salvação. Revistamo-nos do homem novo que nos veio pela graça batismal, assumamos a Verdade de Cristo e expulsemos de nosso meio a mensagem do ódio e da indiferença aos irmãos.

O tempo de purificação que a Igreja de Cristo vive nas experiências históricas devem encher nosso coração e atitudes da cotidiana mensagem que ilumina e alegra o mundo: O Senhor fará Páscoa conosco e fará porque estamos dispostos a abrir o coração para Ele e para o irmão. A Páscoa do Senhor possui caráter de fraternidade, não a celebraremos tendo os nossos irmãos distantes, sem dar-lhes o perdão cotidiano de suas falhas e pecados.

Para todos, ainda é tempo de preparar-se para a Páscoa! É tempo de fazer o que Cristo pede a cada um: perdoe com sinceridade seu próximo, estenda a mão, abrace, não pense e nem fale mal do seu irmão. Seja o primeiro a corrigi-lo com ternura, amá-lo, protegê-lo; mas nunca difame seu irmão. E não nos esqueçamos: haverá Páscoa para quem fala bem do seu irmão, para quem desata os laços do egoísmo e para quem vive voltado para o próximo, livre de todo autorreferencialismo. Que Nossa Senhora das Neves nos dê suas mãos, repletas de caridade, para nos auxiliar na preparação da Páscoa de Seu Filho Jesus no meio de nós!

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.