Concurso para promotor na Paraíba pode ter 4.531 inscritos

O número de candidatos inscritos no XIV Concurso Público para Promotor de Justiça Substituto deve chegar a 4.531, caso o Banco do Brasil confirme o pagamento de 1.310 taxas de pessoas que preencheram a ficha de inscrição pela internet. A comissão do concurso está analisando 151 inscrições em que os candidatos pediram isenção alegando hipossuficiência e a condição de doadores de  sangue ou de medula óssea, para ser encaminhada ao Conselho Superior do Ministério, que dará o parecer final.

De acordo com o presidente da Comissão, procurador de Justiça José  Marcos Navarro Serrano, o Banco do Brasil já confirmou o pagamento de 3.221 inscrições ao concurso de Promotor de Justiça Substituto, até o momento. “Esse número pode chegar a 4.531 candidatos. Para isso, estamos aguardando informações do Banco do Brasil, pois muita gente pagou a taxa em caixas eletrônicos, o que demora um pouco para o banco computar. Está faltando confirmar o pagamento de 1.310 inscrições. Na manhã desta quarta-feira, nós deveremos ter o número total de inscritos”, afirmou Navarro.

Ele declarou que os membros da comissão estão debruçados nos processos em que os candidatos pedem isenção, seja pela condição de hipossuficiente, seja de doadores de medula óssea ou doadores de sangue. Essa apreciação será submetida ao Conselho Superior do Ministério Público que deverá acolher esses pedidos ou não e em seguida será publicada a lista dos candidatos aptos a concorrer ao certame.

Ao ser questionado sobre a data do concurso, Marcos Navarro afirmou que a Comissão está definindo alguns detalhes técnicos, para que se determine a data certa. A previsão, declarou o presidente da Comissão do Concurso, é entre agosto e setembro. Os detalhes técnicos que estão sendo definidos são, segundo o procurador, a possível contratação da Coperve para a organização e aplicação das provas do concurso, a contratação de um professor de Português, que irá auxiliar nessa prova, a indicação de um médico para compor a junta médica e a publicação da portaria com a indicação de dois psicólogos. Esses detalhes serão definidos com a procuradora-geral de Justiça em Exercício, Kátia Rejane Medeiros Lira Lucena.

“Os candidatos podem ir estudando, porque assim que nós tivermos essa data definida, ela será amplamente divulgada. Não tem porque se preocupar”, finalizou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.