Comarca de Guarabira poderá ser elevada a terceira entrância

A elevação da comarca de Guarabira para terceira entrância foi o assunto principal da visita, nesta quinta-feira (16), ao Tribunal de Justiça, dos juízes Bruno César Azevedo Isidro e Luiz Eduardo Souto Cantalice, do ex-governador Roberto Paulino e do deputado estadual Raniery Paulino. Eles apresentaram o pleito ao desembargador-presidente Luiz Sílvio Ramalho Júnior.

O Tribunal de Justiça já incluiu no projeto de reforma da Lei de Organização Judiciária (LOJE) a elevação das comarcas de Sousa e Patos. De acordo com o presidente do TJPB, Ramalho Júnior, o pleito também será levado para análise da comissão. Ele informou que o projeto de mudança da Loje já está em vias de ser submetido ao Pleno do Tribunal.

O ex-governador Roberto Paulino saiu da visita confiante na elevação da comarca de Guarabira. Segundo ele, a cidade já merece ser elevada a terceira entrância pela sua importância socio-econômico na região do brejo paraibano. “É uma cidade pujante, que vem crescendo bastante. Por se tratar de um assunto de alta relevância tenho certeza que o Tribunal de Justiça vai estudar com carinho o nosso pleito. O presidente se mostrou sensível e quero desde já agradecer a sua atenção”, afirmou Roberto Paulino.

Para o juiz Bruno Azevedo, a cidade de Guarabira tem uma importância muito grande no  contexto estadual. “Guarabira é a capital do Brejo. Ela fez jus a isso. É sede de batalhão, de arquidiocese, influencia mais de 35 municípios, tem uma universidade estadual e a perspectiva de um campus federal. A idéia é de se aproveitar esse momento de reforma da Loje para alterar as comarcas de terceira, elevando Patos, Sousa, Guarabira e outras comarcas que o Tribunal de Justiça assim entender”, afirmou o magistrado.

Durante a visita, estavam presentes, ainda, o desembargador Antônio Carlos Coêlho da Franca e o juiz-auxiliar da presidência Alexandre Targino.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.