Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Com nome falso, Antonio Neto tenta fugir, mas acaba preso com a esposa na Argentina

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Mentores de um golpe que movimentou cerca de R$ 1,5 bilhão nos últimos quatro anos, Antonio Inácio Silva Neto e a esposa, Fabrícia Campos, foram presos nesta quinta-feira, 29, na Argentina, para onde haviam fugido em meados do ano passado. O casal estava foragido desde fevereiro do ano passado quando teve a prisão preventiva solicitada e já havia mudado de endereço algumas vezes. Ontem, Antonio e Fabrícia foram localizados e detidos no condomínio Haras Santa María, de Escobar, município da província de Buenos Aires. Antes, já haviam morado em Palermo, La Plata, e em Nordelta. Depois de presos, os dois foram levados ao juiz Daniel Rafecas.

A Interpol localizou o casal criador da Braiscompany faz uma semana. No país vizinho, Antônio usava uma identidade falsa, como já havia informado o advogado Artêmio Picanço. Ele se apresentava como João Felipe Costa. Os investigadores rastrearam compras feitas por ele em um supermercado e também em uma academia.

Para fazer o acompanhamento de Antonio, a Interpol utilizou um drone com o qual conseguiu identificar o caminhão KIA 4×4 que a família utilizava. Esta quinta-feira, quando o brasileiro chegou ao condomínio, duas brigadas da Polícia Federal o aguardavam e bloquearam seu caminho.

Segundo a Polícia, ele tentou fugir, mas quando foi preso e teve as algemas colocadas nos pulsos, confirmou que era a pessoa procurada.

Artêmio Picanço – O advogado Artêmio Picanço, conhecido como o terror dos piramideiros, havia se deslocado a Brasília na semana passada para entregar um dossiê a dois parlamentares paraibanos com dados sobre a localização de Antonio e Fabrícia. Ele havia publicado fotos do mentor da Braiscompany jogando golfe e se exercitando em uma academia. Também alertou que ele estava no Instagram com um perfil falso.

Ao informar a prisão, Artêmio garantiu que vai cumprir a promessa que fez a várias vítimas do golpe e deve viajar para Campina Grande para comemorar com um trio elétrico a prisão do criador da pirâmide das criptomoedas.

Ele também informou que a secretária de Ciência e Tecnologia e Inovação de Campina Grande, Laryssa Almeida foi fundamental para a prisão de Antonio Neto e Fabrícia Campos.

A Polícia Federal convocou uma entrevista coletiva para esta sexta-feira para dar detalhes sobre a prisão do casal. O horário ainda não está definido.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Anteriores

dracodrogas (1)

Homem é preso com 25 kg de cocaína na BR 230 entre Campina e João Pessoa

jhonyamigos

Irmão e aliados de Romero prestigiam corrida ao lado de Jhony Bezerra em Campina

serie misterio no seridó_ator itame jr

Ator de novelas da Globo grava série independente na Paraíba

vacina FOTO Secom PB

Paraíba aplicou 68,7 mil doses no “Dia D contra a Influenza e Multivacinação”

costureira FOTO Pixabay

Sine-PB oferta 471 vagas de emprego em 12 municípios paraibanos

dinheiro_real FOTO Pixabay

Bancos promovem mutirão de negociação financeira até esta segunda-feira

giroflex sirene FOTO Pixabay

Embarcação é encontrada no Pará com vários corpos em decomposição

Bilhetes de aposta da mega-sena

Paraíba tem 35 apostas ganhadoras na Mega-Sena

jerusalem_israel FOTO Pixabay

Brasil pede esforço internacional para conter tensão no Oriente Médio

torneira agua cozinha FOTO Pixabay

Fornecimento de água começa a ser retomado em bairros mais altos de Santa Rita