Com lesão grave na panturrilha, Ricardo Barbosa é obrigado a parar em Patos

O suplente de deputado estadual Ricardo Barbosa (PSDB) chegou ontem à cidade de Patos em sua caminhada iniciada na última quarta-feira, 29. Com cerca de 270 quilômetros percorridos a pé, ele sentiu fortes dores nas pernas e teve que buscar atendimento médico. Ricardo foi atendido por Ivanes Lacerda, que diagnosticou uma lesão grave na panturrilha e o encaminhou para uma sessão de fisioterapia, que durou mais de duas horas. O tratamento, com ultrassom e anti-inflamatórios, não sanou o desconforto do paciente, a quem foi recomendado um repouso absoluto de 48 horas. Ricardo está em um hotel, aguardando novo parecer médico.

"Eu estava quase chegando a São Mamede quando a dor ficou insuportável. Foi quando decidi procurar um médico. Ele disse que eu já tinha ido além do meu limite. Tive calafrios e quase pego insolação nessa caminhada. O médico disse que a dor é uma forma do corpo apontar um problema e eu suportei quase cinco horas com dor intensa", revelou Ricardo, que chegou a andar, sem parar, 90 quilômetros de uma só vez. "Faltou me programar melhor. Me disseram que a média recomendável é de 30 quilômetros por dia".

O período de repouso recomendado a Ricardo termina amanhã, quando o médico fará uma nova avaliação e dirá se ele pode ou não continuar. Hoje à tarde, o suplente de deputado será submetido a uma nova sessão de fisioterapia. Ele, contudo, garante que vai terminar sua promessa: "Quero chegar a Cajazeiras, como disse. Se o médico proibir agora, eu vou esperar um pouco, mas terminarei a caminhada".

O motivo da caminhada extensa de Ricardo Barbosa foi uma promessa feita para que a mãe dele, D. Maria Barbosa, se recuperasse de um problema de saúde.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.