Com falta de combustível, João Pessoa e Campina Grande reduzem frota de ônibus

João Pessoa e Campina Grande terão redução na frota de ônibus por conta da falta de combustível no Estado, devido a greve dos caminhoneiros. Em João Pessoa a frota de ônibus terá uma redução de 25%. Em Campina a redução será maior,40%.

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivos Urbanos de João Pessoa (Sintur-JP) informou através de nota que em virtude da mobilização nacional dos motoristas de caminhões existe um comprometimento no abastecimento regular de óleo diesel nos ônibus que circulam na capital. Diante da situação, a partir das 12h de hoje, 23, a frota operante em João Pessoa sofrerá uma redução de até 25%, circulando com o equivalente ao número de ônibus que atendem aos passageiros nos sábados.

Segundo a entidade, a decisão é preventiva e tem o objetivo de evitar maiores danos ao transporte público coletivo. “A medida, autorizada pela Semob, órgão municipal gestor da atividade, valerá até a normalização do abastecimento dos combustíveis”, diz o texto distribuído pelo Sintur.

Em Campina Grande, o presidente da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos, Félix Neto, informou que a empresa Nacional vai rodar com a frota de sábado, que é reduzida. Já a empresa Transnacional vai tirar um veículo de circulação das linhas menores, e dois das linhas maiores. Segundo ele, Os ônibus da ‘Cabral’ tem combustível apenas para até sexta-feira (25).

Por meio de nota, a STTP comunicou que, devido ao desabastecimento de óleo diesel no estado da Paraíba, as empresas de transporte coletivo estão sendo obrigadas a reduzir a frota de ônibus a partir desta quarta-feira, 23 de maio.

“Esperamos que a situação seja resolvida o mais breve possível para que, dessa forma, possamos retornar à normalidade dos serviços prestados à população.

Estamos em colapso de abastecimento de óleo diesel para o transporte público. No entanto vamos, como medida para racionalizar a operação, diminuir a frota, visto que já temos casos de ônibus sem combustível. A expectativa é de que, até a próxima sexta-feira, 25 de maio, o problema tenha sido solucionado”, diz a STTP na nota.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.