George Coelho critica ação do MP e mostra certidão do TCE que atesta gestão sem contas rejeitadas

O ex-prefeito do município de Sobrado, George José Porciúncula Pereira Coelho, recebeu com indignação, o anúncio, feito nesta segunda-feira (19) pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), da ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra ele e mais oito pessoas, sem ao menos ser citado sobre a existência do processo e antes mesmo que exercesse o seu direito defensivo.

George Coelho, que atualmente está na presidência da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), ressalta que teve todas as suas contas de Gestão analisadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), inclusive a do ano de 2017, onde foram enfrentados todos os processos licitatórios, sem que fosse apontada qualquer irregularidade.

O TCE emitiu Certidão Negativa de Contas Julgadas Irregulares, atestando que não há registro de contas rejeitadas ou imputação de débitos ou multas contra ele. Por essa razão, frisou, se sente “injustiçado quando o MPPB utiliza matéria jornalística para divulgar, no início de um procedimento, suposta culpa do gestor”.

Segundo ele, apesar de o processo judicial ser público, as provas devem ser dirigidas ao Juízo e não à população. “A divulgação de matéria jornalística no início das ações somente prejudica o resultado útil do processo, trazendo apego político e midiático ao ambiente que se busca a serenidade da justiça”, afirma.

Garantindo lisura de todos os processos administrativos conduzidos por ele quando prefeito do município de Sobrado por duas gestões, George Coelho afirmou que irá esclarecer judicialmente todas as acusações que possam estar sendo levantadas contra suas administrações, tendo a convicção de que, “ao final, confiando na Justiça e exercendo o seu direito de defesa, o desfecho da ação somente levará a sua total improcedência”.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.