Com aposentadoria concedida pelo CNJ, Souto Maior pensa em política

O desembargador Marcos Souto Maior conseguiu uma vitória importante na sua luta pela aposentadoria. O presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Gilmar Mendes decidiu reverter a suspensão do benefício e concedeu o direito ao ex-presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba. Agora, Souto Maior já admite ingressar em 48 horas com seu pedido de filiação a um partido político, que pode ser o PDT, PP, PV ou PRP. Segundo informou o filho do magistrado, Hilton Souto Maior, ele havia recebido convites das legendas e deve anunciar nos próximos dias sua decisão de ingressar na atividade política.

– Ele vai tirar um brevê para alçar voos mais altos – disse o filho de Marcos.

Com a aposentadoria de Marcos Souto Maior, está reaberta a campanha dos advogados que desejam concorrer à vaga de desembargador do Tribunal de Justiça. Cabe à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na Paraíba indicar o novo componente do TJ, no processo chamado de "Quinto Constitucional", que estava suspenso desde o dia 24 de março.

De acordo com o presidente da OAB paraibana, Odon Bezerra, a eleição do Quinto Constitucional deve acontecer em, no máximo, 40 dias. Na próxima segunda-feira, 26, haverá uma reunião com todos os 13 candidatos para discutir o processo eleitoral.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.