Colunista conta conversa com estelionatário que aplicava golpes em políticos

O colunista social Celino Neto almoçou com Ernando Jerônimo da Costa, de 22 anos, em um hotel de Campina Grande na tarde de sexta-feira, 10, quando o rapaz foi preso. Em um vídeo publicado em seu perfil nas redes sociais, Celino contou que o estelionatário se dizia herdeiro do dono da empresa aérea Líder e até mandou foto descendo de um helicóptero para se fazer acreditar. A prisão de Ernando envolveu homens da Delegacia de Guarabira, da Delegacia Seccional de Campina Grande e da Delegacia de Defraudações e Falsificações de Campina Grande. As investigações contra o rapaz foram abertas em Mari, Pilõezinhos, Guarabira e no Estado do Rio do Janeiro, onde ele chegou a ser preso.

“Quase fui vítima de um golpe por parte de um estelionatário muito conhecido. Só eu não conhecia. Ele chegou em Campina Grande e me mandou uma foto de um helicóptero na tentativa de me impressionar. Ele disse que precisava conversar comigo para organizar uma grande festa de aniversário para a mãe dele. Eu marquei uma reunião e me encontrei com ele. Ele se apresentou como herdeiro da Líder Táxi Aéreo, dizendo inclusive que o dono da Líder tinha falecido, tinha tido um caso com a mãe dele e ele era o único herdeiro e recentemente tinha assumido a empresa e tal. E falava muitas vezes em vários dos meus amigos… políticos, empresários, pessoas que têm aeronave… falava sobre modelos, valor de aeronave… Ele tinha um papo super-convicente”, narrou o colunista.

Segundo Celino, no meio da conversa, alguém avisou que o estelionatário seria preso naquele local. “O restaurante preocupado com minha imagem se apressou em me contar, mas eu esperei pela polícia e quando saí, ele foi preso lá. É um cabra safado que tinha conversa para derrubar avião”.

Celino acrescentou que Ernando conseguiu locar um veículo em nome de um deputado e nunca devolveu o carro.

Deputados – Nas redes sociais, Ernando Costa aparece com vários representantes políticos da Paraíba. “Ele é um criminoso reiterado. Ostenta em redes sociais, se passando por empresário bem sucedido, para alugar carro carro e se apropria do veículo e dá golpes em vítimas”, declarou o delegado Pedro Ivo.

PC prende estelionatário que se apresentava como deputado para aplicar golpes

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.