Coligação de Ricardo entra na Justiça e aponta “armação do PMDB/PT”

A Coligação Uma Nova Paraíba vai entrar com uma ação eleitoral contra o presidente do PT na Paraíba, Rodrigo Soares, e contra o candidato a reeleição pelo PMDB, José Maranhão, por notícia inverídica plantada no Jornal Correio da Paraíba, na edição de hoje.

A coligação decidiu acionar a Justiça devido a publicação de uma matéria com Rodrigo Soares, afirmando que a coligação Uma Nova Paraíba vem utilizando, na sua propaganda eleitoral, um vídeo do presidente Lula pedindo voto para Ricardo Coutinho.

“Em momento algum utilizamos material em vídeo do presidente pedindo voto para Ricardo. A notícia veiculada pelo jornal é absurda e sem nenhum fundamento. Na verdade, o PMDB e seus aliados querem esconder o impacto provocado pelo reconhecimento do próprio governador do sucesso administrativo da gestão de Ricardo Coutinho à frente da prefeitura de João Pessoa”, afirmou o coordenador jurídico da coligação Uma Nova Paraíba, Ricardo Sérvulo.  

Sérvulo se refere ao depoimento em vídeo do atual governador José Maranhão elogiando a administração de Ricardo e admitindo que o socialista “foi um grande prefeito” na Capital do Estado. “Este sim foi veiculado no Guia Eleitoral da nossa coligação e todo mundo viu. Agora, queremos que a coligação adversária apresente este tal vídeo de Lula”, declarou.

Direito de Resposta – O advogado disse que além de entrar na Justiça com uma representação eleitoral contra a coligação do PMDB, também vai acionar o jornal Correio da Paraíba, pedindo que o veículo conceda Direito de Resposta à coligação Uma Nova Paraíba, que sequer foi procurada pelo jornal para falar sobre o assunto.

“Queremos que o jornal nos conceda o direito de responder essa acusação leviana da coligação adversária. Para isso, vamos pedir que nos seja dado o mesmo espaço e o mesmo destaque dado pela publicação ao noticiar o fato mentiroso plantado pelo candidato a vice-governador”, afirmou.

A coligação também pretende acionar a Justiça Comum, com uma ação indenizatória, pela calúnia publicada no veículo. “A candidatura de Ricardo foi prejudicada”, ressaltou

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.