Colégio Líder e Farmácia Dilecta vencem prêmio empresarial

Conhecido nacionalmente por destacar micro e pequenas empresas que possuem boas práticas de gestão, o "Prêmio MPE Brasil" revelou na noite desta quarta-feira, dia 01, em evento na Usina da Energisa, em João Pessoa, o nome das duas empresas vencedoras de 2010 na Paraíba. A farmácia de manipulação Dilecta e o Colégio Líder concorreram com mais 700 empresas de todo o Estado e foram os grandes vencedores desta oitava edição do prêmio.
 
Do total de inscritas, chegaram à finalíssima, na noite de ontem, nove empresas, mas apenas duas delas foram vencedoras em suas categorias. O Colégio Líder, vencedor do Prêmio pela segunda vez, foi destaque na categoria Serviços na temática "Educação" e levou também o destaque "Boas Práticas em Responsabilidade Social", inclusive sendo a primeira empresa a ser premiada nesta categoria do prêmio. Já a Farmácia Dilecta venceu a categoria "Comércio", uma das mais concorridas.
 
As outras concorrentes que chegaram até a final foram as empresas Coopnatural, de Campina Grande; Fazenda Mimoso, do município de Paulista; JKZ Alimentos, de Cabedelo; Macário Injetados e Embalagens, da cidade de Catolé do Rocha; e  MMartan, Realiza Empreendimentos Imobiliários e World Games Informática, todas de João Pessoa.  
 
Em 2010 foram 735 empresas inscritas na premiação, que é realizada pelo Sistema Sebrae em parceria com a Fundação Nacional de Qualidade (FNQ), Gerdau e Movimento Brasil Competitivo. Houve um aumento de mais de 100% de participação das empresas paraibanas comparado ao ano anterior.
 
“Com as mudanças no mundo novos desafios são postos. O Brasil vem crescendo, nosso Estado também e dentro do cotidiano das micro e pequenas empresas esses impactos são sentidos . A preocupação com a qualidade deve ser chave para os pequenos negócios”, declarou Júlio Rafael, superintendente do Sebrae Paraíba.
 
Mais da metade das inscritas são da capital (38%) e de Campina Grande (34%). De acordo com a gestora do Prêmio no Estado, Cláudia Pereira, houve uma participação mais intensa dos municípios do interior, o que enriqueceu o processo de avaliação.  
 
Entre as categorias, a mais concorrida este ano foi ‘Comércio’ concentrando 49% dos inscritos. "Agronegócio" foi a segunda mais disputada, com 19% das empresas, seguida por "Serviço" (11%) e Indústria (9%). “Enquanto nas edições anteriores era insignificativa a participação de empreendimentos rurais nesta edição tivemos uma participação mais efetiva demonstrando a força do agronegócio no Estado”, afirmou Mário Borba, presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae.
 
Outro destaque foram as inscrições de 66 empresas no destaque de Responsabilidade Social e de outra parcela que vem participando vezes seguidas do Prêmio. “Foi muito bom ver essas empresas inscrevendo projetos de responsabilidade social, pois mostra uma preocupação com o todo. Outro dado é que o número de empresas que se recandidataram foi grande. Elas estão entendendo que isso é um processo de melhoria contínua e que através dos relatórios de avaliação do MPE algumas já implementaram as mudanças propostas”, revelou a gestora.
 
Educação de primeira – Da experiência colônias de férias realizadas na década de 90 nasceu o Colégio Líder. As crianças que participaram destes encontros foram convidadas a formar as primeiras turmas, dando início as séries iniciais. A cada ano crescia o número de crianças matriculadas fazendo surgir novas turmas. Agora com 20 anos de empresa, filiado a rede educativa "Pueri Domus", o colégio tem uma história de crescimento associada a uma preocupação permanente com a qualidade.
 
“Em todos esses anos de trabalho fomos crescendo gradualmente e hoje somos destaque no setor da educação na capital. O Líder se preocupa crescer em qualidade e não em tamanho”, destacou o diretor José Kherler.
 
Vencedores também no destaque "Responsabilidade Social", o Líder desenvolve o projeto "Amor em Ação" há seis anos. Dentro da comunidade Padre Hildo Bandeira os alunos atuam como voluntários auxiliando a Pastoral da Criança arrecadando roupas, brinquedos e alimentos, além de poderem vivenciar outras realidades. 
 
Manipulando competência – Fundada há nove anos, a Farmácia Dilecta produz e comercializa medicamentos manipulados, odontológicos, veterinários, cosméticos, além de atuar na revenda de produtos industrializados. O empreendimento conta com a participação de 22 funcionários, duas unidades em João Pessoa e uma carteira de 5 mil clientes.
 
“Esse prêmio é o oscar para as micro e pequenas empresas. O nosso grande diferencial, dentro de um ramo altamente competitivo, vem da nossa maior força, nosso capital humano”, comentou a dona da Dilect Célia Vargas.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.