Cinco detentos são executados no Presídio do Róger

Cinco presidiários foram encontrados mortos hoje no Presídio do Róger, em João Pessoa. As informações oficiais dão conta de que as mortes teriam ocorrido por volta das 8 horas, antes do início do horário de visitas dos familiares dos apenados. Os cadáveres só foram localizados, contudo, depois das 15 horas.

O diretor do presídio, Irênio Pimentel, disse que os cinco detentos executados foram encontrados nos pavilhões 2 e 3. Quando os corpos foram encontrados, haviam amarras nos pés e mãos das vítimas.

Há duas possibilidades de explicação para os crimes. Uma delas é de que os assassinatos teriam sido cometidos pelos próprios apenados como resultado de brigas internas. A segunda tese é de que as execuções teriam relação com o fato de ter sido encontrado, na última quinta-feira, um túnel de cerca de 50 metros, por 3m de profundidade. Desta forma, os mortos neste domingo teriam sido eliminados como vingança dos comparsas que desconfiavam que eles podem ter repassado informações sobre o plano de fuga aos agentes penitenciários.

Os corpos foram removidos do presídio e encaminhados para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.