Cícero já admite desistir do Governo e pede prazo para responder a Serra

Em um evento de grandes proporções, no Espaço 21, em Brasília, o ex-governador de São Paulo, José Serra foi lançado como pré-candidato do PSDB à presidência da República no final da manhã de hoje. O Encontro Nacional do PSDB, DEM e PPS também teve um desdobramento que repercute diretamente na política da Paraíba. Como o Parlamentopb antecipou, o presidenciável tucano oficializou o convite para que o senador Cícero Lucena assuma a coordenação de campanha no Nordeste.

Cícero, que tem dito que é pré-candidato ao Governo do Estado, pediu a Serra e ao presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra, um prazo de uma semana para responder sobre o convite. Ele informou aos dirigentes nacionais que precisaria ouvir os membros do partido na Paraíba. A informação, igualmente, já havia sido antecipada pelo Parlamentopb.

O próximo passo para concluir a novela tucana, iniciada em outubro passado em uma reunião mantida pelo ex-governador Cássio Cunha Lima, Cícero Lucena, Sérgio Guerra e José Serra em Natal, é a redação de uma nota conjunta de apoio dos deputados federal e estaduais do PSDB para que o senador se engaje na coordenação nordestina da campanha de Serra e abandone a pré-candidatura ao Governo da Paraíba.

Em entrevista à agência tucana, o senador Cícero Lucena declarou que o lançamento da candidatura de Serra a presidente era "a renovação de um compromisso de vida" e "colocava a experiência de vida de Serra a serviço do Brasil e para fazer do país um lugar mais justo e solidário". Segundo ele, "o momento é um marco de um novo tempo para que o Brasil possa melhorar".

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.