Cícero critica ações do governo federal para o Nordeste

Ao tratar das dificuldades enfrentadas pelos estados do Nordeste, e em particular pelo seu estado, a Paraíba, o senador Cícero Lucena (PSDB-PB) questionou a atuação do Ministério da Integração Nacional que, segundo ele, não vem exercendo sua função de estimular ao mesmo tempo o desenvolvimento regional e a integração do país. 
 
– O planejamento estratégico do país deveria passar por esse Ministério, mas é realizado pelo Ministério do Planejamento, o que representa uma distorção de papéis – declarou ele em Plenário nesta sexta-feira (15). 
 
Durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, Cícero esteve à frente da Secretaria de Políticas Regionais, órgão que tinha atuação semelhante à do atual Ministério da Integração Nacional. O senador afirmou que, “se coubesse à Integração o planejamento estratégico de fato e de direito, certamente a Paraíba não estaria fora do novo traçado da Ferrovia Transnordestina” e o Porto de Cabedelo já teria sua obra de derrocagem concluída. Derrocagem, nesse caso, é a retirada ou a destruição de pedras ou rochas que dificultam a navegação.
 
O senador paraibano criticou o fato de o Brasil possuir, segundo ele, duas regiões Nordeste. “Hoje, nós estamos vivendo uma realidade ainda mais crítica. Existem muros imaginários dentro do próprio Nordeste. Existem Estados que estão se desenvolvendo mais do que os outros. Isso por vários fatores; por competência, por eficiência, por apadrinhamento, por relação político-partidária com o Governo Federal, entre outros”, sustentou. 
 
Seca – Cícero Lucena também criticou as ações do governo federal para combater a seca que atinge o Nordeste. Para ele, as ações foram insuficientes e lentas; “os carros-pipa não atenderam às necessidades e os créditos não funcionaram, entre outros problemas”. O parlamentar disse que recebeu a sinalização positiva do ministro da Integração Nacional quanto a renegociação das dívidas dos agricultores do semi-árido. “Ele garantiu que já na próxima semana anunciará a tão sonhada política de crédito para a região do semi-árido”, prosseguiu. 
 
O senador anunciou que nos próximos 15 dias, os três senadores da Paraíba estão se reunindo com os prefeitos da região do Vale do Piancó, na Paraíba, para elaborar um documento que será encaminhado a Presidência da República para pedir a implantação do ramal do Piancó como medida integrante do Eixo Norte da transposição do São Francisco.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.