Cícero acredita na manutenção do apoio da Nacional para pré-candidatura

Paulo de Pádua

Antes de embarcar para São Paulo, o senador Cícero Lucena (PSDB), pré-candidato ao Governo, almoçou com alguns correligionários e aliados. Entre eles, estava presente o vereador tucano Hervázio Bezerra, líder da oposição na Câmara Municipal de João Pessoa. Por telefone, o senador disse com exclusividade ao Parlamentopb que não iria comentar nenhuma decisão de outro partido”. “Só comento decisão do PSDB, que é o meu partido”, declarou e depois não abordou a formalização de apoio do DEM a Ricardo Coutinho, apesar da insistência da reportagem.

Hervázio Bezerra, entretanto, revelou parte da conversa que teve com Cícero Lucena durante o almoço: “O senador acha melhor não comentar uma opção que os Democratas fizeram. Para ele, o DEM segue o rumo que quiser, que bem entender. O senador garantiu a mim que só vai falar sobre o PSDB, após a entrevista do ex-governador Cássio Cunha Lima na próxima quarta-feira”, confidenciou o vereador.

O parlamentar acrescentou que Cícero estava tranqüilo e já demonstrava que sabia da postura que o senador Efraim Morais, presidente estadual do DEM, iria tomar em relação ao processo sucessório de 2010. Sobre a hipótese do deputado federal Sérgio Guerra, presidente da Direção Nacional do PSDB, pedir para que Cícero desista de sua candidatura, o vereador ressaltou, com base no que ouviu do próprio senador tucano, que ele (Guerra) não fará isso, uma vez que Efraim não poderá dar nenhuma garantia de que apoiará um palanque na Paraíba para os possíveis presidenciáveis do PSDB, José Serra ou Aércio Neves, governadores de São Paulo e Minas Gerais, respectivamente. “Cícero não tem dúvidas de que contará com o apoio da Nacional”, finalizou Hervázio.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.