Charliton dá prazo para petistas deixarem Governos

O presidente do PT da Paraíba, Charliton Machado, disse hoje que a executiva estadual deve se reunir no próximo dia 21 para analisar a situação de cada filiado que detém cargo comissionado no Governo do Estado ou na gestão municipal de Campina Grande e as punições cabíveis em cada caso. 
 
– Os filiados vão ter um espaço para dizer porque estão nesses governos dos quais o PT não faz parte. Desde 31 de dezembro foi dado prazo para que os petistas se expliquem e façam sua defesa. A executiva vai deliberar que punição pode ser aplicada. Desde a suspensão até a expulsão – disse Charliton Machado.
 
O dirigente estadual garantiu que seus colegas detentores de cargos no Governo do Estado e na prefeitura de Campina Grande terão que escolher: ou continuam nas gestões ou filiados ao PT.
 
A respeito da alegação do deputado federal Luiz Couto de que estaria sintonizado com a campanha da presidente Dilma Rousseff (PT), o presidente afirmou que o parlamentar não está acima da legenda:
 
– Luiz Couto e todos os petistas terão que seguir a orientação partidária. Quem não seguir, não estará no PT. Essa é uma opção democrática. Não se pode ficar no PT e fazer parte de um outro projeto. Quem perde, tem que seguir a decisão da maioria.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.