Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

CCJ aprova projeto que torna “Tá na Mesa” programa permanente na Paraíba

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), aprovou, nesta segunda-feira (13), o projeto de Lei 3156, de autoria do Executivo, que torna o Tá na Mesa em programa permanente de governo, em virtude do êxito da iniciativa implantada em caráter emergencial em maio deste ano para atender pessoas em situação de vulnerabilidade social e comércios locais afetados pela pandemia da Covid-19.

Relatado pelo presidente da CCJ, deputado Ricardo Barbosa, o projeto recebeu voto favorável de todos os membros da Comissão presentes na reunião.

O Tá na Mesa, de acordo com o Governo do Estado, consiste em ações concretas de cidadania contra a fome por meio da aquisição de refeições diárias em restaurantes e similares nos municípios da Paraíba a um custo simbólico de R$ 1 (um real). Ainda segundo o Programa, o principal objetivo é melhorar as condições nutricionais das famílias em condição de pobreza, dos trabalhadores informais e da população em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar.

O relator da matéria, deputado Ricardo Barbosa, avaliou como positivo o programa que, além de beneficiar os mais necessitados tem a missão de fomentar a rede de comércio de alimentação nos municípios paraibanos, assim como, todos aqueles que fornecem suprimentos a restaurantes e similares, a exemplos de produtores rurais.

“O programa, implantado inicialmente para ter duração de três meses, irá vigorar em caráter contínuo, garantindo a distribuição de 250 alimentações diárias nos municípios que possuem entre 10 mil e 20 mil habitantes e de 400 refeições em municípios acima de 20 mil habitantes, assegurando o fornecimento de 552 mil almoços por mês”, explicou Ricardo Barbosa.

“Parabenizo o governador do estado pela feliz iniciativa. O programa, implantado inicialmente para ter duração de três meses, irá vigorar em caráter contínuo, garantindo a distribuição de 250 alimentações diárias nos municípios que possuem entre 10 mil e 20 mil habitantes e de 400 refeições em municípios acima de 20 mil habitantes, assegurando o fornecimento de 552 mil almoços por mês”, explicou Ricardo Barbosa.

Também participaram da reunião os deputados Hervázio Bezerra, Anderson Monteiro, Júnior Araújo e Jutay Meneses.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

Estacao_Cabo_Branco_Foto_KLeide_Teixeira_-30

Estação Cabo Branco abre vagas gratuitas para o Curso Livre de Teatro

noname

Nyedja Gennari faz encenação em defesa da PL 1904/24 durante audiência pública no Senado Federal

gabarito-enem-2022-3

Taxa de inscrição para o Enem 2024 deve ser paga até quarta

quais-os-salarios-e-beneficios-para-todos-os-cargos-da-policia-civil-da-paraiba-concursos-2022

Operação da Polícia Civil da Paraíba prende quadrilha especializada em extorsão

Priscila e Ramonilson (1)

Baronesa lança pré-candidatura em Patos e Ramonilson fala em ‘compromisso não honrado’

PSDB candidaturas femininas

PSDB amplia bases para eleições municipais e aposta em pré-candidaturas femininas na PB

Prisão, cadeado

Polícia Civil prende investigado por participar do assassinato do tio

Polícia Civil JP

Preso foragido do Rio que manteve família refém em JP durante assalto

Furto agências bancárias

Polícia Civil e PRF prendem investigados por furto de computadores de agências bancárias na Paraíba, PE e RN

Sandra Marrocos 2

Sandra Marrocos deixa cargo no Ministério das Mulheres para assumir pré-candidatura