Cássio viaja com Ricardo e admite conversa com Veneziano Vital

Mafalda Moura

O ex-governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), está hoje em Recife, juntamente com o governador do Estado Ricardo Coutinho (PSB) para discutir com autoridades competentes a implantação de uma unidade da Associação de Assistência à Criança com Deficiência (AACD) para a Paraíba. Ele comentou as especulações em torno de um suposto distanciamento entre ele e o socialista e voltou a defender um esforço pluripartidário em prol do Estado:

– O que estamos fazendo nada mais é do que colocar em prática o que defendi durante a campanha eleitoral quando fizemos aliança com Ricardo. A Paraíba precisava virar essa página de uma guerra sem fim e um conflito eterno, de uma política mesquinha onde adversários não conseguiam manter uma mínima relação administrativa. Essa página está sendo virada, pois esse é o espírito que o governador Ricardo traz para seu governo, uma demonstração disso é ele ter trazido Hervázio Bezerra para a Assembléia. Ao visitar Campina Grande com a direção geral da AACD não teria sentido não fazer um contato com o prefeito da cidade, do contrário eu estaria partidarizando essa iniciativa que não pode e não terá jamais qualquer iniciativa política partidária. O normal é o que estou fazendo, promovendo um encontro da direção geral da AACD com o prefeito do município, o que aponta para o desejo dos paraibanos, campinenses e todos nós que queremos uma política de melhor nível.

Cunha Lima comentou a atual situação do PSDB no estado. Ele falou de novos rumos e defendeu a união do seu partido com o projeto de governo de Ricardo Coutinho.

– O PSDB vai ter agora, a partir do mês de março e abril a oportunidade de rediscutir seus rumos, seus caminhos. É do conhecimento de todos que o partido possui uma divisão que vem desde o período eleitoral quando a maioria apoiou a candidatura do governador Ricardo Coutinho, inclusive com a participação de Rômulo Gouveia na chapa, como vice-governador e que é do PSDB. Por outro lado o senador Cícero Lucena que não concordou. Hoje pessoas que estavam com Cícero a exemplo do próprio Hervázio Bezerra e do deputado João Gonçalves já entendem a importância dessa reunião com o PSDB, essa nova aliança que tem como objetivo vislumbrar um futuro melhor para a Paraíba. Nós estamos juntando o governo do Estado, a prefeitura de Campina Grande e forças políticas em torno de uma causa como é por exemplo a AACD, estamos demonstrando maturidade que a Paraíba está alcançando.

Cássio disse ainda que a disputa pela presidência de seu partido será discutida em nível estadual e nacional, ou seja, ele procurará primeiramente o senador Cícero Lucena (atual presidente) e depois presidente nacional do PSDB.

– Eu ainda não conversei com Cícero sobre isso, é preciso que eu converse com ele. Na presença do senador Cícero eu conversarei também com o presidente nacional do partido o senador Sérgio Guerra. Isso será discutido por mim e Cícero em um primeiro momento e depois com quem decide isso que são os filiados, prefeitos e lideranças que têm a responsabilidade de escolher a executiva estadual e consequentemente a sua representação. Mas faremos isso de forma aberta, em um ambiente de discussão amena, será uma discussão fraterna. Existe uma realidade e essa realidade não pode ser escondida e vamos colocá-la a mesa e discutir os rumos e destinos do partido. Eu não estou disposto a entrar em nenhum tipo de disputa, eu estou disposto a servir ao partido, e servir o meu estado.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.