Cássio trata como boato retirada de candidatura de Efraim

O ex-governador da Paraíba e pré-candidato ao Senado Cássio Cunha Lima (PSDB) comentou a repercussão intensa dada à denúncia de contratação de duas servidoras fantasmas no gabinete do senador paraibano Efraim Morais (DEM) e o teor de uma reunião mantida por ambos com o pré-candidato ao Governo, Ricardo Coutinho na noite de segunda-feira em João Pessoa. Segundo Cássio, não passam de boatos as informações a respeito da eventual desistência de Efraim de concorrer à reeleição:

– Ele nos disse que vai aguardar a conclusão das apurações que estão sendo feitas no Senado Federal e só aí se manifestará sobre o episódio. Vamos seguir o que ele nos orienta que é aguardar o resultado das investigações para que não se faça qualquer tipo de pré-julgamento. São especulações os comentários de afastamento da candidatura dele. Não tem qualquer fundamento esse tipo de comentário.

A respeito da definição do vice na chapa de Ricardo Coutinho, Cássio declarou que ela deverá acontecer no fim do prazo, em 30 de junho. Ele lembrou que é uma tradição na política da Paraíba escolher o vice de última hora:

– Em praticamente todos os pleitos isso vem acontecendo e acredito que se repetirá. É normal que as principais chapas fiquem olhando o movimento da outra. O prazo para as convenções começa em 10 e termina no dia 30 de junho. Acredito que as definições serão no dia 30.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.