Cássio quer transformar Cefor em Escola de Saúde Pública

Candidato a governador  pelo PSDB, o senador Cássio Cunha Lima participou, ontem, do 2º Seminário Estadual dos Agentes Comunitários de Saúde, no Convento dos Maristas, em Lagoa Seca. O evento foi organizado pelo SINDACS, o sindicato da categoria, e contou com a participação de coordenadores e diretores de todo o Estado. Na oportunidade, Cássio revelou um de seus planos, caso eleito: transformar o Cefor-PB (Centro Formador de Recursos Humanos) em uma Escola Estadual de Saúde Pública, oferecendo curso técnico e suporte de qualificação e ensino para os ACSs em todas as regiões do Estado.
 
– É perfeitamente possível transformar o Cefor numa escola estadual. E para isso contaremos com a UEPB (Universidade Estadual da Paraíba), onde através das parcerias, estenderemos esse suporte. A população será a grande beneficiada com a qualificação dos ACSs – comentou Cássio.
 
Durante cerca de uma hora, na companhia do candidato a 1º suplente de senador da Coligação A Vontade do Povo, Luciano Agra (PEN), Cássio expôs seu plano de governo e debateu com os participantes sobre pontos fundamentais da administração estadual, como educação e segurança, além da saúde, pauta principal do seminário.
 
E sobre a Saúde, mais uma vez, Cássio ouviu queixas relacionadas à pasta.
 
Em uma das intervenções, a agente Maria José, que atua no Brejo paraibano, relatou o caso de uma criança acidentada nas proximidades do Hospital Regional de Mamanguape.
 
– Uma criança com fratura exposta e, depois de uma hora, ninguém do hospital foi lá para socorrê-la. Aí uma estrutura daquela, tudo aparentemente muito bonito, mas casos simples eles encaminham para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Guarabira. É um absurdo – reclamou a profissional de saúde.
 
Para Emanuel Rodrigues, conhecido como Nequinho, agente de saúde de Princesa Isabel, a participação do senador no seminário foi fundamental, "porque a gente além de conhecer mais as propostas, sente a sinceridade nas suas palavras".
 
– Os agentes comunitários representam a base da pirâmide do SUS (Sistema Único de Saúde) e um dos meus compromissos com eles é fortalecer as parcerias com os municípios, porque eles trabalham vinculados às prefeituras. Nós queremos também buscar a luta mais global da saúde, que é o combate ao sub-financiamento, além da melhoria da gestão com a incorporação dos princípios de humanização, de capacidade de resolução do problemas – arrematou Cássio.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.