Cássio parabeniza cessão do acervo do Museu Assis Chateaubriand

O senador eleito Cássio Cunha Lima (PSDB) parabenizou hoje a parceria que será feita entre Fundação Universitária de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Furne) e a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) para cessão do acervo do Museu de Artes Assis Chateaubriand, cuja solenidade de assinatura ocorrerá  nesta terça feira, às 10h00.

Esta cessão possibilitará a exposição das obras de artes pertencentes ao MAAC na sua nova sede, localizada na Avenida Otacílio Nepomuceno, no bairro do Catolé.

Cássio Cunha Lima comemorou o acordo dizendo que  está “bastante satisfeito que a UEPB e a FURNE tenha chegado a um entendimento que irá beneficiar as pessoas que poderão visitar uma nova sede, moderna e segura, para apreciar as obras de artes que são para sempre”.

O senador também fez questão de parabenizar a ação do Ministério Público da Paraíba que agiu com “extremo zelo na condução desse imbróglio”. “É preciso ainda reconhecer o trabalho abnegado de Sílvia (Cunha Lima), que estará presente na solenidade, e que não sossegou um instante para que esta obra fosse concluída em sua plenitude e também registrar o belíssimo trabalho arquitetônico de Acácio Gil Borsoi e da saudosa Janete Costa”.

Acervo – O MAAC possui cerca de 500 obras de renomados artistas e que representam diversos momentos das artes plásticas do Brasil. A nova sede do Museu foi uma ação do ex-governador Cássio Cunha Lima cujo governo investimento  superou  os 12,5 milhões de reais.

A posse do acervo do Museu de Artes Assis Chateaubriand estava sendo alvo de disputa entre a Furne e a UEPB que finalmente chegaram a um consenso de que as obras de artes não poderiam correr riscos por qualquer demanda judicial e, com a anuência do Ministério Público decidiram que o lugar para as obras seria na nova sede.

MAAC – Desde 1976, o MAAC, estava instalado na sede do Parque do Açude Novo. Em 2004, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba, decidiu pelo tombamento do seu acervo, pela reconhecida importância e o inestimável valor como patrimônio artístico e cultural nacional do Museu.

Em 2008 o então governador Cássio Cunha Lima assinou a ordem de serviços para a construção imediata da nova sede tendo em vista que a sede do açude novo já não estava comportando e principalmente conservando adequadamente o seu rico acervo. Antes de sair do governo, em fevereiro de 2009, Cássio  assegurou à UEPB os recursos necessários para a conclusão da obra.
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.