Cássio diz que Zenóbio não é “boneco” e acusa Maranhão de crime eleitoral

O ex-governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), esteve ontem em Guarabira para participar de uma sessão especial na Câmara local. Ele concedeu entrevista à imprensa e defendeu Zenóbio Toscano das críticas do senador Cícero Lucena. Cássio demonstrou irritação com a pergunta feita pelo jornalista Herbert Alves, que quis saber se Zenóbio estava externando, nas queixas a Cícero, o pensamento de Cássio e se ele era uma espécie de "boneco" a serviço do ex-governador:

"Essa expressão é deselegante e própria do Correio da Paraíba. Zenóbio é um homem de postura exemplar e tem o direito de pensar e de ter opinião. Ele não tem nada contra Cícero Lucena. Ele acha que o PSDB tem o direito de ter uma aliança e isso contraria os interesses do Correio da Paraíba. Não é de hoje que o Correio é um sistema de comunicação partidarizado, mas Zenóbio Toscano merece o respeito não apenas do Correio, mas de toda a Paraíba", declarou.

Em outro ponto da entrevista, Cássio fez críticas duras ao governador da Paraíba, José Maranhão (PMDB) e o acusou de cometer crime eleitoral ao aliar os programas de governo aos apoios de prefeitos à sua reeleição.

"Ele chama os prefeitos, oferece convênios e divulga a adesão à sua reeleição. Isso é cooptação com o dinheiro público. Eu fui cassado por suposto uso promocional de programa social. E isso, o que é"?, indagou o ex-governador.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.