Cássio diz que atual governo tem 260 obras paralisadas

No último debate eleitoral televisivo desta campanha, promovido ontem à noite pelas TVs Cabo Branco e Paraíba, afiliadas da Rede Globo na Paraíba, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato ao Governo do Estado pela Coligação “A Vontade do Povo”, lamentou o que chamou de descaso do governador Ricardo Coutinho, que pleiteia a reeleição, com as obras públicas. Segundo Cássio, existem 260 obras paralisadas pela atual gestão.
 
Umas dessas obras paradas, segundo o tucano, é o Hospital de Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa. Mesmo com investimentos liberados pelo Ministério da Saúde na ordem de mais de R$ 20 milhões, a obra na unidade hospitalar ainda não saiu dos alicerces e atualmente está paralisada. Devido ao descaso do governo, 95 funcionários já foram demitidos. A empresa Engeform, de São Paulo, que é responsável pela obra, já calcula um prejuízo de R$ 8 milhões.
 
Cássio também citou o caso de adutoras, que tiveram obras iniciadas em seu governo e até hoje não foram concluídas pela atual gestão, a exemplo da estrutura hídrica no Congo, que ainda não foi terminada.
 
– Ricardo fez promessas aqui e em outros debates que não cabem no orçamento do Estado. Ele promete construir o Centro de Convenções de Campina Grande e, enquanto isso, ainda não concluiu nem o de João Pessoa. Hoje, a Paraíba tem 260 obras paralisadas. Ele vai prometendo, vai prometendo, sem nenhum tipo de aferição com a realidade financeira do Estado – alfinetou.
 
Combate à Seca – Questionado sobre o que faria para enfrentar a complicada Seca que vem atingindo a Paraíba e o Nordeste nos últimos anos, o candidato pela Coligação “A Vontade do Povo” vai ter como ações prioritárias a perfuração de poços, a construção de cisternas rurais, além de investir em barragens subterrâneas.
 
Também lamentou que, por deslealdade, o candidato Ricardo Coutinho tenha dito que ele, durante três anos, não teria gasto um só centavo na Secretaria de Recursos Hídricos. “Essa pasta não existia em meu governo, já que o setor estava inserido na Secretaria de Infra Estrutura”, informou o tucano.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.