Cássio comenta decisão do TSE e diz que seu recurso não voltará

O ex-governador da Paraíba Cássio Cunha Lima comentou hoje, em Brasília, onde participou da 10ª Convenção Nacional do PSDB, a recente decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) segundo a qual todos os recursos referentes à Lei da Ficha Limpa terão que ser analisados em plenário naquela Côrte. O tucano acredita que este entendimento não se aplicará ao seu caso, cujo relator no Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, já se posicionou pela liberação de seu registro. Em entrevista ao Parlamentopb, Cássio disse que a decisão do TSE vale apenas para os recursos que tramitam naquela Côrte:

 
– Creio que houve uma interpretação equivocada sobre isso. O que o TSE entendeu é que a decisão plenária será para os processos que ainda estão no TSE. Seria ilógico que o TSE estivesse se sobrepondo ao STF. Voltar ao plenário não teria lógica. Não teria sentido fazer com que uma decisão do STF tivesse que passar pelo crivo do TSE.
 
A respeito da disputa com Cícero Lucena pela presidência do diretório estadual do PSDB, Cássio previu uma nova conversa na próxima semana, em Brasília:
 
– Combinamos que haveria a prorrogação do diretório estadual por mais 90 dias para que os delegados tivessem direito a voto. Acredito que na semana que vem teremos essa conversa. Chegou a hora de acertar os passos daqui para a frente. O prazo está estabelecido. Nos próximos três meses, a convenção deverá ser realizada. O que estou defendendo é que o partido possa fixar calendário com antecedência e realize as convenções em todos os municípios. É preciso cumprir essa etapa para realizar a convenção estadual.
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.