Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Caso Moro mostra que PF não é mais aparelhada, diz ministro

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Paulo Pimenta, disse que a ação da Polícia Federal (PF) para desarticular um plano do Primeiro Comando da Capital (PCC) para realizar ataques contra autoridades, incluindo o ex-juiz Sergio Moro (União Brasil-PR), mostra que a instituição não está mais “aparelhada”.

“Quero cumprimentar a Polícia Federal pela operação. Isso é uma demonstração que temos uma Polícia Federal republicana, não mais aparelhada, a serviço de nenhum projeto político, partido político”, afirmou Pimenta.

Em sua avaliação, a investigação foi “executada com sucesso” impedindo a possibilidade de consumação de crime contra as autoridades.

O ministro destacou que a ação da PF demonstra a importância da despolitização das instituições de Estado como forma de garantir segurança jurídica no país.

Questionado sobre a relação entre a fala de Lula sobre Moro em entrevista nesta terça-feira (21), em que revelou o desejo de se vingar de Moro na prisão, Pimenta ressaltou que “não há qualquer nexo, possibilidade de vínculo entre a manifestação de Lula e a operação realizada”.

“Muito pelo contrário, acho que a operação é uma demonstração dessa isenção”, citando a despolitização das instituições.

“A manifestação do Lula foi onde ele relatou sentimento de injustiça e indignação, absolutamente natural, compreensível de alguém que ficou 580 dias detido numa solitária e depois teve todos os seus processos anulados”, declarou. Para Pimenta, não se pode naturalizar a injustiça.

O ministro observou que a fala de Lula deve ser compreendida pelo contexto. “Querer fazer vínculo é estratégia perversa”, avaliou.

A PF deflagrou na manhã desta quarta-feira (22) uma operação batizada de “Sequaz” contra uma quadrilha ligada ao PCC que pretendia atacar servidores públicos e autoridades, planejando assassinatos e extorsão mediante sequestro em quatro Estados e no Distrito Federal.

Até o momento, nove investigados foram presos. Moro era um dos alvos da facção segundo investigadores.

 

CNN

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Incidente no Restaurante Garden: entenda o que realmente aconteceu

Anteriores

Cida Ramos, deputada

Cida Ramos acredita em candidatura própria do PT e diz que está confiante

Adolescente mata os pais e a irmã

Adolescente mata os pais e a irmã em SP por ficar sem computador e celular

Barreira do Castelo Branco

Obras na barreira do Castelo Branco começam hoje e trecho da BR-230 será interditado

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo melhora, mas segue internado em João Pessoa

Ebrahim Raisi

Presidente do Irã morre aos 63 anos em queda de helicóptero

Luciano Cartaxo e Cida Ramos

Executiva Nacional do PT adia mais uma vez decisão sobre eleições em João Pessoa

UFPB-entrada-683x388

Começam hoje inscrições para concurso da UFPB com 21 vagas e salário de até R$ 11 mil

Padre Egídio preso

Justiça realiza hoje primeira audiência de instrução de Padre Egídio e ex-diretoras do Hospital Padre Zé

Rachel Sheherazade 3

A Grande Conquista 2 dá baixa audiência e não lucra, mas Rachel Sheherazade é bem avaliada

Caixa Econômica, Desenrola Brasil

Prazo de renegociação do Desenrola Brasil acaba nesta segunda-feira