Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Cartaxo tem contas de 2020 da prefeitura aprovadas por unanimidade pelo TCE-PB

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Na manhã desta quarta-feira (1), o Tribunal de Contas da Paraíba (TCE), aprovou por unanimidade as contas referentes ao ano de 2020 da gestão do ex-prefeito Luciano Cartaxo na prefeitura municipal de João Pessoa.

São oitos anos consecutivos de contas aprovadas. O ex-prefeito e atual deputado estadual, Luciano Cartaxo, destacou seu compromisso com a gestão pública e com a população de João Pessoa.

“Governei nossa querida João Pessoa por oito anos com honestidade, transparência e competência. Deixei mais de 350 milhões de reais nos cofres da prefeitura para o atual prefeito administrar. Além do pagamento dos servidores e fornecedores em dia”, afirmou.

Luciano Cartaxo foi prefeito de João Pessoa entre os anos de 2013 a 2020 e teve todas as suas contas aprovadas em sua integralidade.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

OAB PB

OAB-PB publica edital de lista sêxtupla para vaga de desembargador do TJPB

PM apreende armas e celulares com facção que planejava ataques em Santa Rita

Presos suspeitos de integrar facção que planejava matar ‘rivais’ em Santa Rita

PM, força tatica

Líder criminoso do Maranhão é preso novamente pela PM em João Pessoa

TCE 2021

TCE aponta excesso de servidores contratados em 44 municípios da PB

caminhaotombado

Caminhão com asfalto tomba em vala da BR 230 em Santa Rita

apreensao1 (1)

Operação cumpre mandados de prisão contra facção criminosa na Paraíba

padrastgo

Padrasto tenta culpar ex-esposa, mas pega 42 anos por assassinato de Júlia

hugomottaeministro

Ministro informa a Hugo que Paraíba deve ganhar novo aeroporto em São Bento

fasfasg

Célio Alves promete recorrer de condenação por violência de gênero

Edicoes-coisas-pra-ajeitar-1_Easy-Resize.com_-1

PGR denúncia Pâmela Bório por associação criminosa nos atos do 08 de Janeiro