Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Cartaxo entrega novo Centro Família Acolhedora para crianças e adolescentes

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Crianças em situação de vulnerabilidade social, vítimas de maus-tratos, que cumprem medidas protetivas ou aguardam pela adoção em João Pessoa terão agora acesso ao novo Centro Criança Acolhedora. O serviço, realizado pela Prefeitura da Capital em parceria com o Tribunal de Justiça da Paraíba e o Ministério Público (MPPB), prevê o acolhimento dessas crianças por pessoas que se interessem em acolhê-las de forma voluntária, ofertando o acesso a um verdadeiro lar, onde podem permanecer por até dois anos. Com a entrega nesta terça-feira (23), as famílias atendidas pela iniciativa terão acesso a um espaço mais amplo para o acompanhamento psicológico e social para quem acolhe ou é acolhido.

Assistentes sociais e psicólogos farão o atendimento às famílias acolhedoras, experiência recomendada nacionalmente pelo Estatuto da Criança e Adolescente. “O Centro será o espaço comum para a troca de experiências entre as famílias. O acompanhamento social e psicológico se faz ainda mais importante neste momento que atravessamos no Brasil e no mundo provocada pelo novo coronavírus”, explicou o prefeito Luciano Cartaxo, que também citou o projeto “Escuta Solidária”, de apoio emocional para pais e estudantes da rede municipal de ensino.

Os interessados em acolher as crianças recebem a formação adequada, com cursos de capacitação, e são acompanhadas pela PMJP, TJPB e MPPB, recebendo um incentivo de até dois salários-mínimos. Diferente da adoção, o Família Acolhedora prevê a permanência temporária de crianças e adolescentes que estão afastados de suas famílias de origem por medida de proteção, violação de direitos ou outras formas de vulnerabilidade. Eles seguem no novo lar até que seja feita a reintegração à família de origem ou que que haja o encaminhamento para a adoção. O serviço abriga 13 crianças e adolescentes, contando com 14 famílias cadastradas.

Serviço – O Centro Família Acolhedora servirá para as reuniões com as famílias inscritas no serviço, para a realização do acompanhamento psicológico e social das crianças e adolescentes acolhidos, além de oficinas que envolvam as famílias acolhedoras e seus acolhidos com o objetivo de desenvolver a sociabilidade e o estreitamento de laços. O novo espaço irá funcionar à Rua Nevinha Cavalcante, n° 28, Miramar.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

Estacao_Cabo_Branco_Foto_KLeide_Teixeira_-30

Estação Cabo Branco abre vagas gratuitas para o Curso Livre de Teatro

noname

Nyedja Gennari faz encenação em defesa da PL 1904/24 durante audiência pública no Senado Federal

gabarito-enem-2022-3

Taxa de inscrição para o Enem 2024 deve ser paga até quarta

quais-os-salarios-e-beneficios-para-todos-os-cargos-da-policia-civil-da-paraiba-concursos-2022

Operação da Polícia Civil da Paraíba prende quadrilha especializada em extorsão

Priscila e Ramonilson (1)

Baronesa lança pré-candidatura em Patos e Ramonilson fala em ‘compromisso não honrado’

PSDB candidaturas femininas

PSDB amplia bases para eleições municipais e aposta em pré-candidaturas femininas na PB

Prisão, cadeado

Polícia Civil prende investigado por participar do assassinato do tio

Polícia Civil JP

Preso foragido do Rio que manteve família refém em JP durante assalto

Furto agências bancárias

Polícia Civil e PRF prendem investigados por furto de computadores de agências bancárias na Paraíba, PE e RN

Sandra Marrocos 2

Sandra Marrocos deixa cargo no Ministério das Mulheres para assumir pré-candidatura