Cartaxo elogia João por “bom senso” em liberar embargo do Parque Sanhauá

Em uma entrevista coletiva concedida na manhã desta segunda-feira, 3, em seu gabinete no Paço Municipal, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) elogiou a decisão do governador do Estado, João Azevedo (PSB) que reverteu no sábado, 1º, o embargo imposto no dia anterior às obras do Parque Ecológico do Sanhauá pelo Instituto do Patrimônio Histório e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep).

“Estou feliz porque o gesto do governador teve bom senso e equilíbrio. A obra tem um significado muito grande para João Pessoa”, disse o prefeito da capital paraibana.

Luciano Cartaxo disse que o processo do Parque Sanhauá começou em outubro do ano passado com a licitação da obra. No dia 21 de março, foi finalizado o processo de licitação e foi dada a ordem de serviço. Em 27 de março, o Iphaep solicitou documentação em relação às obras e no dia seguinte a prefeitura protocolou os documentos em resposta ao Iphaep. “O Iphan aprovou nossa obra e com recursos do governo federal. Sei claramente separar o que é uma eleição, uma questão partidária do que é o interesse maior da cidade de João Pessoa”, citou o prefeito.

Ele salientou que não existe documentação pendente e destacou que a área da construção é de risco e que o grande benefício da revitalização é “cuidar das pessoas” que moram no local. “Jamais iríamos buscar alternativa se não tivesse opção para as famílias. A alternativa é retira-las de lá porque no período de chuvas há muitas dificuldades e a ocupação seja para moradia ou comércio é irregular. As pessoas não têm posse e estão sendo encaminhadas para habitações regularizadas. O que disseram sobre nós retirarmos as famílias sem dar opção não é verdade. Temos apartamentos no Residencial Saturnino de Brito e quem quiser sair voluntariamente está sendo cadastrado para a mudança”.

Comentários