Cartaxo considera que PT perdeu duas oportunidades de mantê-lo na chapa

O vice-governador da Paraíba, Luciano Cartaxo (PT), considerou hoje que seu partido perdeu as duas oportunidades de mantê-lo na chapa majoritária encabeçada por José Maranhão (PMDB). Segundo ele, dois momentos para emplacar a reivindicação petista foram a decisão de Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) ficar na prefeitura de Campina Grande e descartar o convite do governador para compor a vice e a outra ocasião teria sido durante o encontro estadual do PT, quando José Dirceu esteve presente e foi aprovada a resolução indicando Cartaxo como companheiro de chapa de Maranhão.

– O PT perdeu o timing. Aconteceram dois momentos em que  o PT poderia ter avançado. O primeiro, quando houve a permanência de Veneziano na prefeitura, num momento em que o PMDB discutia uma chapa própria e a inclusão de alguém de Campina Grande, e a gente não percebeu um avanço e uma força maior nas negociações do PT, como partido do presidente. Depois, houve também o encontro estadual do PT que aprovou por maioria expressiva a manutenção da aliança do PT com o PMDB com a manutenção do meu nome. Passaram quase 30 dias e não houve qualquer encaminhamento à essa resolução do PT. Por isso, fiz uma crítica pública, mas isso é página virada.

Na entrevista à Rede Paraíba Sat, Luciano afirmou que sua desistência não significa a exclusão do PT da chapa majoritária. Ele disse que outro petista pode ser indicado para compor a chapa e adiantou que apoiará o escolhido, mesmo que ele seja o presidente do diretório estadual, Rodrigo Soares.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.