Cartaxo cita ofício e diz que foi à posse de Agra a pedido de Maranhão

Cláudia Carvalho

O vice-governador da Paraíba, Luciano Cartaxo (PT) conversou hoje à tarde com o Parlamentopb para esclarecer um rumor sobre eventual descontentamento do governador José Maranhão (PMDB) com sua presença na solenidade que marcou a renúncia de Ricardo Coutinho (PSB) e a posse de Luciano Agra (PSB) como novo prefeito de João Pessoa. De acordo com informações de bastidores, Maranhão não teria gostado de saber que seu vice prestigiara o evento.

– Estranho que esse tipo de comentário tenha surgido. Eu recebi pelo menos três telefonemas do chefe de gabinete do Governador, Adriano Bezerra, pedindo que eu fosse à solenidade para representar o Governador. Além disso, tenho em mãos e posso apresentar uma correspondência enviada a mim em caráter de urgência solicitando que eu fosse à posse de Luciano Agra. Eu fui ao evento não como petista, mas como vice-governador, representando o chefe do executivo. Fui porque a Casa Civil me pediu, alegando que o governador não poderia se fazer presente por causa de um compromisso anteriormente assumido.

Vice – Na conversa, Cartaxo também comentou a expectativa de seu partido, o PT, em torno da manutenção do espaço de vice na chapa de José Maranhão. Segundo ele, a decisão do partido de indica-lo para permanecer na chapa independe do comportamento de Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), que preferiu continuar na prefeitura de Campina Grande a figurar como companheiro de chapa de José Maranhão. Mesmo assim, ele confirmou que agora, não há mais empecilho para que seja dada ao PT a garantia de permanência na chapa:

– Minha permanência não é uma aspiração pessoal, mas uma indicação do Partido dos Trabalhadores. Foi isso que foi acordado nos encontros regionais. Quando se tratava disso com o PMDB, era alegado que havia uma indefinição por causa de Veneziano. Agora, o prefeito já eliminou esse debate. Não há mais qualquer empecilho e nem motivos para o PT estar fora do espaço que já tem. Não há mais tempo para qualquer debate sobre o senado. Nenhum militante deseja disputar esse cargo. O tempo de especulação já passou. Agora, é tempo de decidir e isso deve acontecer o mais rápido possível. Nós temos um encontro estadual nos próximos dias 9 e 10 e essa discussão deve ser acelerada.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.