Carlos Magno diz que Nelson Gomes não pode falar por Veneziano

O coordenador de Comunicação da Prefeitura de Campina Grande, Carlos Magno, desqualificou hoje as informações dadas pelo presidente da Câmara da cidade, Nelson Gomes Filho sobre a condição de candidato irredutível de Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) ao Governo do Estado. Carlos declarou que o vereador integra a oposição e não tem proximidade com o prefeito para falar por ele ou revelar supostas articulações de bastidores:

"Nelson é de oposição. Como é que ele pode dizer o que Veneziano está pensando? Se ele fosse aliado, poderia ter tido acesso a alguma conversa ou articulação, mas não se trata disso. Ele não está credenciado para tratar desse assunto. O prefeito não é candidato a qualquer custo. Ele apoia José Maranhão, que, a preço de hoje, é o candidato do PMDB. Mas, se no momento da decisão, o governador não estiver bem nas pesquisas, Veneziano se dispõe a concorrer", disse Carlos.

Ele acrescentou que as viagens do prefeito de Campina Grande têm o caráter de ajudar a viabiliza-lo como opção em caso de ser necessário um plano B para o PMDB: "Veneziano não havia iniciado suas viagens a outras cidades até que José Maranhão disse publicamente que ele poderia ser o candidato do partido. Ele, a partir desse momento, passou a atender os convites que chegavam. Ele precisa estar bem caso o momento exija uma candidatura dele ao Governo".

Finalmente, Carlos Magno descartou a hipótese de o prefeito de Campina Grande deixar o PMDB pelo PT para poder disputar o Governo: "Disseram que Arlindo Chinaglia tinha ido a Campina Grande para abonar a ficha de filiação dele. Foi só um boato. Veneziano não pretende deixar o PMDB e tem dito isso repetidas vezes".
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.