Carlos Lupi visita Campina Grande e João Pessoa hoje

O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, cumpre uma série de compromissos hoje em Campina Grande e João Pessoa. O pedetista vai inaugurar o novo prédio da Gerência Regional do Trabalho e Emprego de Campina Grande, na rua Ernane Lauritzen, no Centro. A unidade disponibilizará aos trabalhadores serviços de emissão da carteira de trabalho e entrada no seguro-desemprego e deverá atender a mais de 300 pessoas por dia. Logo na chegada à cidade o ministro receberá dos representantes da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB – um documento reivindicando concurso público para auditor/fiscal do órgão.

À tarde, acompanhado de deputados e políticos paraibanos, Carlos Lupi se desloca a João Pessoa para o lançamento do "Portal Mais Emprego na Paraíba", e também deverá participar de lançamento do "Ônibus do Trabalhador" e de uma aula inaugural do "ProJovem Trabalhador". No início da noite, na Assembleia Legislativa, o ministro receberá o título de cidadão paraibano.

De acordo com informações do secretário-geral da CTB na Paraíba, José do Nascimento Coelho, dados oficiais mostram que atualmente o Ministério do Trabalho possui em seu quadro efetivo em todo o país apenas 2.994 auditores/fiscais, quando existe uma necessidade de pelo menos cinco mil profissionais, tendo em vista o crescimento das irregularidades trabalhistas, principalmente, no ramo da construção civil.

Recentemente, representantes da CTB estiveram visitando algumas cidades da região do Cariri e do Compartimento da Borborema, onde estão instaladas grandes empresas nacionais, principalmente, do ramo do comércio. Nestas cidades os sindicalistas se depararam com uma situação preocupante quanto aos direitos trabalhistas dos empregados. “A CTB e os sindicatos filiados entendem que não basta a instalação de novas sedes do Ministério do Trabalho e sim, a realização de concurso público para contratação de mais auditores para fiscalizarem estas empresas, que estão descumprindo os direitos trabalhistas de seus empregados”, assinalou Coelho.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.