Carlos Dunga não teme retaliação de Armando por decidir apoiar Ricardo

O suplente de senador, Carlos Dunga (PTB), disse não temer qualquer tipo de retaliação ou punição dentro do partido por estar apoiando a pré-candidatura do ex-prefeito Ricardo Coutinho (PSB) ao Governo do Estado. Ele deixou claro que está preocupado, exclusivamente, com a hipótese da Paraíba não ter um projeto claro e concreto de governo.

“Não posso ter qualquer pensamento sobre retaliação e abandonar um projeto para a Paraíba. E é por isso que eu fico com Ricardo Coutinho”, declarou. Carlos Dunga voltou a reforçar a tese do presidente da Executiva Nacional da legenda, Roberto Jeffersson, de que no Estado a questão de fidelidade partidária só deve ser obedecida pelos candidatos na proporcional.

Segundo ele, a lei de fidelidade partidária lhe dá o direito de apoiar o ex-prefeito Ricardo, porque o PTB não tem candidatura própria ao Governo.  Dunga chegou a acusar Abílio de ter rifado sua possível indicação como pré-candidato a vice para fazer parte da chapa das oposições que concorrerá às eleições estaduais.

O suplente de senador lembrou que teve seu nome indicado pelo deputado para o cargo político, o PTB aceitou e, de acordo com Dunga, de uma hora para outra a indicação foi desfeita e o partido, sem justificativa nenhuma, rompeu com o PSB e agora está apoiando a reeleição do governador José Maranhão (PMDB).
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.