Caravana da Rede Cuidar chega a Catolé do Rocha neste sábado

A Caravana da Rede Cuidar chega ao sétimo dia. Neste sábado (13), será visitada a cidade de Catolé do Rocha. A ação já passou por Monteiro, Princesa Isabel, Itaporanga, Cajazeiras e Sousa, levando serviços de saúde para crianças e adolescentes com cardiopatias e capacitações para profissionais dos municípios polarizados pelas cidades visitadas. As próximas cidades serão: Pombal (14); Patos (15); Esperança (16); Picuí (17); Guarabira (18); Mamanguape (19) e Itabaiana (20).

A atividade é da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e conta com parcerias. “O apoio dos municípios é de fundamental importância, pois este é um trabalho feito à base de parcerias, envolvendo todos os atores, cumprindo uma das missões do Governo do Estado”, disse a secretária executiva de Estado da Saúde, Renata Nóbrega. Os municípios fazem a busca ativa das crianças e adolescentes; fornecem o transporte; a alimentação e os profissionais para participarem dos cursos.

“Todo ano o nosso município encaminha crianças para serem atendidas e profissionais para participarem das qualificações. É um trabalho de grande relevância para todos os nove municípios que integram a região de Sousa”, disse a secretária de Saúde de São José da Lagoa Tapada, Carmem Suzana.

Para a secretária de Saúde de Santa Cruz, Vanessa Kelly, a Caravana traz bons frutos para todos os municípios. “As crianças que têm cardiopatias são acompanhadas e os nossos profissionais aprendem novos conhecimentos e levam para ser aplicados nos serviços de saúde dos municípios”, pontuou.

A Caravana esteve em Sousa nesta sexta-feira (12), onde um dos atendidos foi Jadson Vitório, que tem este segundo nome não por acaso. Com apenas 13 dias de vida, teve que fazer uma cirurgia cardíaca porque nasceu com as válvulas trocadas, ou seja, as do lado direito estavam do lado esquerdo e vice-versa.

O detalhe mais curioso desta história é que Jadson nasceu em Cajazeiras, exatamente no mesmo dia em que a Caravana estava naquela cidade. Diante da gravidade, acionaram a Caravana e a médica Juliana Soares, coordenadora geral da Caravana, foi até a maternidade, fez o diagnóstico e o encaminhou para UTI em Patos. De lá, a criança foi para o Hospital Real Portuguesa, em Recife, onde foi operado.

De lá pra cá, todo ano, ele e a mãe, a dona de casa Cristina Pereira, do município do Lastro, retornam a Caravana. Dessa vez, foi para fazer uma avaliação porque o menino vai fazer um cateterismo. Depois do menino passar por todos os serviços (assistente social; ecocardiograma; dentista; enfermagem com verificação de pressão, streptoteste e temperatura), Cristina recebeu o resultado: ele está bem. “Fico muito satisfeita porque o meu filho não está grave como já esteve um dia e sempre que venho à Caravana fico muito feliz porque foi aqui que a vida do meu filho foi salva”, declarou a mãe.

“Estou muito feliz de ver o Jadson tão saudável, brincando, pulando e fazendo peraltices. Este é o resultado de um trabalho sério e comprometido com o outro, como faz a Caravana”, declarou Juliana.

Caravana da Rede Cuidar chega a Catolé do Rocha neste sábado

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.