Capital paraibana terá Pólo Digital

Mais de 20 empresários do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) de João Pessoa, além de representantes de instituições do Estado, estiveram reunidos com o objetivo de debater a viabilidade da criação de um Pólo Digital na capital. Com lugar ainda a ser definido, entre centro histórico e a PB 008, o Pólo deverá abrigar mais de 100 empresas e potencializar o setor que já é nacionalmente reconhecido.

O centro de referência reunirá empresas que trabalham principalmente com desenvolvimento de softwares como sistemas de segurança, games, biometria, transmissão ao vivo, além de dispositivos móveis e móbile marketing. O Pólo manterá o nome do projeto Farol Digital, que é desenvolvido pelo Sebrae Paraíba, qual as empresas são associadas. O grupo já iniciou o esboço da proposta a ser enviada e aprovada pelo Governo Estadual.

Para Danyele Santana, gestora do Farol Digital, com a criação do Pólo um dos maiores benefícios para o Estado é o fortalecimento do setor e da união das empresas. “Unidos eles tem mais força para cobrar políticas públicas de incentivo e o momento está bem propício com um governo que vem mostrando interesse em potencializar a tecnologia paraibana. Juntos em um mesmo ambiente eles também fortalecem vínculos e se complementam”, comenta Danyele.

Com a criação do Pólo Farol Digital também virá a galope outras séries de benefícios, assim como a redução de custos com a infra-estrutura, já que muitos pagam aluguel, marketing e vendas, capacitações e treinamentos, que podem ser feitos de forma conjunta.

Um dos apontamentos também é para o incentivo fiscal com a redução do ISS, que hoje é de 5%. Campina Grande já possui esse benefício e empresas do setor pagam apenas 2,5% de ISS. A cidade, em menos de um mês, contará com o Centro de Inovação Tecnológica Telma Araújo, na área da antiga Indústria Limoeiro Malhas, localizada no bairro de Bodocongó. 

O setor de tecnologia na Paraíba somente em 2010 fechou com um faturamento de R$ 30 milhões e emprega 1,8 mil pessoas, absorvendo uma média de 300 profissionais por ano. O projeto Farol Digital funciona desde 2005 e conta com 150 empresas associadas.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.