Candidatos e partidos cancelam atividades de campanha na Paraíba

Chocados com a tragédia que vitimou o ex-governador de Pernambuco e presidenciável Eduardo Campos (PSB), candidatos que disputam as eleições na Paraíba, como postulantes ao governo, Assembleia, Senado e Câmara Federal, além de partidos e coligações, cancelaram as atividades de campanha nesta quarta-feira (13). 
 
Em nota, a Coligação “A Força do Trabalho”, do governador Ricardo Coutinho (PSB), externou publicamente seu pesar pela morte de Eduardo Campos. A coligação também cancelou todas as atividades de campanha previstas para a quinta-feira (14). Ricardo Coutinho, que disputa a reeleição, convocou uma entrevista coletiva para as 16 horas na Granja Santana.
 
O ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) também cancelou as atividades marcadas para hoje. A Assessoria de imprensa da Coligação "A Vontade do Povo", encabeçada por Cássio, informou também que. diante do trágico acidente, a agenda do presidenciável Aécio Neves (PSDB) na Paraíba está suspensa. Em contato com Aécio Neves, Cássio decidiu suspender os comícios programados para os municípios de Santa Luzia, Patos e Pombal, diante da consternação pela morte oficialmente confirmada do ex-governador de Pernambuco.
 
O senador Vital do Rêgo Filho, que disputa o governo paraibano pelo PMDB, também lamentou a perda trágica de Eduardo. “ Lamento profundamente, em meu nome e em nome do povo paraibano que represento, o trágico acidente que ceifou precocemente a vida de um dos políticos mais brilhantes da nossa geração”, disse Vital em nota.
 
Apesar de não ter atividade de rua para a tarde e noite de hoje, o candidato Tárcio Teixeira, do PSOL, sugeriu que todos os candidatos do partido  cancelem suas agendas em solidariedade aos familiares e amigos de Eduardo Campos.
 
O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores da Paraíba,  Charliton Machado, também anunciou que estão canceladas todas as atividades políticas do partido nesta quarta e quinta-feira. "Estamos todos chocados com o falecimento de Eduardo Campos, e em respeito estamos cancelado nossas atividades políticas. Essa também é uma decisão do PT Nacional. Lamentamos a morte de Eduardo, que era um grande político, e por muitos anos foi nosso aliado nacionalmemte", disse Charliton Machado.
 
Confira notas divulgadas:
 
Nota de pesar da coligação ‘A Força do Trabalho’
 
A coligação ‘A Força do Trabalho’ (PSB-PT-DEM-PDT-PRTB-PHS-PRP-PSL-PCdoB-PPL-PV) vem publicamente externar seu profundo pesar pela morte do candidato à Presidência da República e ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), vítima de um acidente aéreo na manhã desta quarta-feira (13), em Santos (SP). Em virtude da tragédia, a coligação informa o cancelamento de todas as atividades de campanha nesta quarta e quinta-feira (14).
 
 
NOTA DE PESAR
Lamento profundamente, em meu nome e em nome do povo paraibano que represento, o trágico acidente que ceifou precocemente a vida de um dos políticos mais brilhantes da nossa geração. 
Estendo minhas condolências à mãe, à esposa, aos filhos e aos demais familiares, amigos e correligionários de Eduardo Campos e abraço o povo do estado-irmão de Pernambucano pela perda irreparável de um dos seus mais ilustres filhos.
Peço a Deus que dê forças a todos os que sofrem neste momento de grande comoção nacional e que, na Sua imensa grandeza, o nosso Pai Celestial acolha Eduardo Campos e as demais vítimas dessa lamentável fatalidade.
 
Senador Vital do Rêgo
 
Nota de Pesar
Desejamos força aos familiares de Eduardo Campos.
Recebi a notícia do trágico acidente que provocou a morte de Eduardo Campos com tristeza. Não temos muito para dizer em um momento difícil como esse, a não ser enviar muita energia positiva e desejar muita força para toda família, amigos e admiradores/as de Eduardo Campos. Nossas diferenças políticas não anulam nossa humanidade e o respeito aos sentimentos envolvidos em um momento tão difícil.
 
Nossa agenda de Governador não tem atividade de rua para tarde e noite do dia de hoje (13 de agosto), mas estamos sugerindo que tod@s os candidat@s do PSOL cancelem suas agendas em solidariedade aos familiares e amigos de Eduardo Campos.
 
 
Tárcio Teixeira
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.