Candidatos a deputado federal gastam R$ 1,4 milhão em um mês

Os candidatos a deputado federal pela Paraíba já gastaram mais de R$ 1,4 milhão com a campanha eleitoral, de acordo com a prestação de contas parcial divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Cinco das 112 candidaturas registradas são responsáveis por 72,80% dos gastos totais, ou seja, R$ 1.072.099,01. A despesa dos nove candidatos que vão disputar a reeleição este ano já soma R$ 540.477,94, o que corresponde a 36,70% do total das despesas apresentadas até agora.
 
Os candidatos com os gastos mais elevados de campanha são Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), com R$ 394.522,00; Pedro Cunha Lima (PMDB), com R$ 238.978,44, Edvaldo Rosas (PSB) com R$ 181.416,80; Aguinaldo Ribeiro (PP), com R$ 145.250,00; e Efraim Filho (DEM) com R$ 111.931,77. Exceto os candidatos Pedro Cunha Lima e Aguinaldo Ribeiro – cujas doações de campanha já alcançaram R$ 328 mil e R$ 250 mil, respectivamente – os demais estão no vermelho. De acordo com os dados do TSE, Veneziano arrecadou R$ 14.500,00; Efraim Filho, R$ 8 mil; enquanto a prestação de contas do socialista Edvaldo Rosas foi entregue sem lançamentos de receitas.
 
Entre os candidatos à reeleição, Aguinaldo Ribeiro é o que mantém, até agora, a campanha mais cara, seguido por Efraim Filho; Hugo Motta (PMDB), com gastos de R$ 93.684,50; Luiz Couto (PT), com R$ 61.434,40; Manoel Júnior (PMDB), com R$ 36.847,27; Benjamin Maranhão (SDD), com R$ 31.550,00; Wellington Roberto (PR), com R$ 31.150,00; Wilson Filho, com R$ 23.050,00 e Damião Feliciano (PDT), com a campanha mais modesta, R$ 5.580,00.
 
Dos 112 candidatos, apenas 33 apresentaram algum gasto com campanha na primeira parcial divulgada pelo TSE. Os outros 79 ou não apresentaram a prestação de contas ou não lançaram despesas no documento. As informações disponibilizadas pelo TSE são fornecidas pelos próprios candidatos. O prazo para o envio das informações se encerrou no último dia 2. A segunda parcial será divulgada no próximo dia 6 de setembro.
 
A prestação de contas deve conter a discriminação dos recursos em dinheiro ou estimáveis em dinheiro que foram arrecadados para financiamento da campanha eleitoral e também os gastos realizados até o momento, com o detalhamento dos doadores e fornecedores. O link com todas as informações está disponível no site do TSE (www.tse.jus.br/). O internauta deve acessar o campo Eleições 2014, e depois clicar em Prestação de Contas.
 
 
 
Despesas dos candidatos
Aguinaldo Ribeiro (PP): R$ 145.250,00 
Álvaro Gaudêncio (PHS): R$ 18,40 
Antônio Barroso (PMN): R$ 1.345,20 
Benjamin Maranhão (PMDB): R$ 31.550,00 
Dalmo Oliveira (PT): R$ 505,00 
Damião Feliciano (PDT): R$ 5.580,00 
Daniel Dias (Psol): R$ 284,90 
Denis Soares (PV): R$ 1.400,00 
Efraim Filho (DEM): R$ 111.931,77 
Francisco de Assis Sousa (PPS): R$ 300,00 
Hugo Motta (PMDB): R$ 93.684,50 
Iraê Lucena (PSDB): R$ 8.550,00 
José Edvaldo Rosas (PSB): R$ 181.416,80 
José Wilson Filho (PTB): R$ 23.050,00 
José Evaldo Costa (PSB): R$ 26.549,00 
José Freire da Costa (PSB): R$ 4.860,00 
José Luiz Pereira Gonçalves (PRB): R$ 40.485,32 
José Wellington Roberto (PR): R$ 31.150,00 
Lucivaldo Caitano (PPL): R$ 605,00 
Luiz Couto (PT): R$ 61.434,40 
Luiz Antônio Lúcio Rangel (Psol): R$ 18,40 
Manoel Júnior (PMDB): R$ 36.847,27 
Marcos Antônio Ramos da Hora (PTN): R$ 3.462,35 
Maria Auxiliadora Silveira Santos (PMDB): R$ 600,00 
Maria Carmem Silva Cavalcanti (PMDB): R$ 600,00 
Odon Bezerra (PT): R$ 1.785,00 
Pedro Oliveira Cunha Lima (PSDB): R$ 238.978,44 
Percival Henriques (PCdoB): R$ 6.550,00 
Renan Palmeira (Psol): R$ 518,47 
Rômulo Gouveia (PSD): R$ 15.447,00 
Severina Barbosa (PSD): R$ 1.000,00 
Ubiratan Pereira – Bira (PT): R$ 2.400,00 
Veneziano Vital (PMDB): R$ 394.522,00 
Fonte: TSE
 
 
 
Jornal da Paraíba

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.