Candidato a prefeito de Pedras de Fogo, Lucas Romão tem impugnação pedida pelo MP

O candidato a prefeito de Pedras de Fogo, Lucas Romão (Cidadania) teve a impugnação solicitada pelo Ministério Público Eleitoral. O pedido, assinado pelo promotor Marinho Mendes da 44ª zona eleitoral, alega que o candidato teria apresentado uma declaração de bens incompatível com a realidade.

Lucas alegou na declaração feita à Justiça Eleitoral que não possui nenhum bem. Já o promotor alega que o candidato tem uma residência própria que teria sido ocultada, além de renda superior a R$ 7 mil mensais. “Esta residência vem sendo alvo de grandes debates, em razão da disparidade do valor do patrimônio e seus rendimentos, à época que ocupava cargo de Secretário de Infraestrutura, na atual gestão, serem supostamente incompatíveis”, diz o promotor na ação, acrescentando: “Há notícia de que o mesmo auferia renda superior a R$ 7.000,00 mensais e que tais rendimentos não foram informados à receita federal, o que configura o delito de sonegação de tributos, a ser apurado em procedimento próprio”.

Lucas tem Manoel Júnior (Solidariedade) e Leonardo Barros (PDT) como adversários à prefeitura de Pedras de Fogo.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.