Campanha contra corrupção será levada a escolas da rede estadual

A campanha "O que você tem a ver com a corrupção?", desenvolvida na Paraíba pelo Ministério Público Estadual (MPPB), será levada aos 258 mil estudantes das 808 escolas da rede estadual de ensino, nas 14 Regiões de Ensino do Estado. O convênio, que ainda prevê a realização de um concurso de redação, foi assinado no final da manhã desta quinta-feira (6) pelo procurador-geral de Justiça do MPPB, Bertrand de Araújo Asfora, e a secretária de estado da Educação, Márcia de Figueiredo Lucena Lira.
 
O concurso com o mesmo tema da campanha – O que você tem a ver com a corrupção – será voltado aos estudantes do 8º e do 9º ano do ensino fundamental  e do 1º ano do ensino médio. Oficialmente, tanto a campanha quanto o concurso de redação serão lançados no próximo dia 20 de fevereiro, numa solenidade no auditório do edifício-sede da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), em João Pessoa, com a presença dos gerentes regionais de ensino e diretores de escolas estaduais da capital.
 
Os meses de março e abril serão utilizados pelos professores para a aplicação das redações e demais atividades em relação ao tema da campanha. As correções dos textos serão efetuadas no mês de maio e a premiação aos alunos vencedores ocorrerá no dia 9 de junho. Além dos alunos vencedores, os professores orientadores e as escolas participantes também receberão o certificado Escola Cidadã – Amiga da Campanha do MPPB. Cerca de 600 das 808 escolas estaduais estarão envolvidas no concurso, atingindo cerca de 160 dos 258 mil alunos regularmente matriculados na rede de ensino.
 
“Mas a campanha e outras atividades serão estendidas a todos os alunos, sem exceção”, adianta a secretária da Educação, Márcia Lucena, acrescentando: “Vamos trabalhar o tema em todas as unidades, o que vai ser de extrema importância, principalmente num ano eleitoral e que o próprio estado e o Brasil estarão passando por um processo eleitoral. Nada mais oportuno”. Ela adianta que o concurso de redação vai ter três etapas: na primeira, as melhores redações vão ser escolhias por uma comissão própria de cada escola; na segunda fase, será uma seleção das duas melhores redações de cada uma das 14 Regiões de Ensino; e, na fase final, uma comissão de avaliação da própria Secretaria da Educação, em João Pessoa, elegerá as cinco vencedores entre as 28 redações finalistas. “A ideia é contemplar todo o estado”, avisa a secretária. Os cinco melhores alunos no concurso de redação vão ganhar prêmios como notebooks, desktops e tablets.
 
A assinatura do convênio ocorrida nesta quinta-feira ainda contou com a participação do secretário-geral do MPPB, promotor de Justiça Carlos Romero; do promotor de Justiça de Defesa da Educação de João Pessoa Luís Nicomedes de Figueiredo Neto; do coordenador na Paraíba da campanha O que você tem a ver com a corrupção?, promotor de Justiça Marinho Mendes; e de técnicas da secretaria Estadual da Educação.
 
“Estou muito feliz com essa campanha, principalmente se tratando de um ano eleitoral. Isso é de extrema importância para ajudar na conscientização da população e nada melhor do que já trabalhar essa ideia com as crianças e com os jovens. Temos a certeza de que o retorno social e cidadão será grande para a sociedade paraibana”, comenta o procurador-geral de Justiça, Bertrand Asfora..
 
A campanha "O que você tem a ver com a corrupção?" iniciou pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), em 2004, em Chapecó, para atingir principalmente as crianças e adolescentes, mas acabou sensibilizando as diferentes camadas da população. Hoje é nacionalmente conduzida pelo Conselho Nacional dos Procuradores Gerais dos Estados e da União (CNPG) e pela Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp).
 
O projeto tem viés educativo e busca conscientizar a sociedade a partir de um diferencial, que é o incentivo à honestidade e transparência das atitudes do cidadão comum, destacando atos rotineiros que contribuem para a formação do caráter. Em dezembro de 2008, a campanha recebeu o Prêmio UNODC 2008, do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes – Brasil e Cone Sul, na categoria Mobilização Social, por agregar como parceiros órgãos e empresas de todo o Brasil em torno da causa social.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.