Câmara de São José de Piranhas fica sem sessão por quase 30 dias

Depois de quase um mês sem Sessão a Câmara Municipal de São José de Piranhas voltou a se reunir ontem pela manhã. O último encontro aconteceu no dia 25 de abril, e desde então não se teve mais reunião naquela Casa legislativa, prejudicando, assim, a votação de vários projetos.

Apenas 14 populares presenciaram a Sessão de ontem. Mesmo assim, os cidadãos ficaram frustrados porque os trabalhos legislativos duraram apenas 15 minutos. Revoltados com a falta ações por parte dos parlamentares, algumas pessoas afirmaram que não faz  sentido se presenciar reuniões na Câmara de São José de Piranhas.

A falta de Quorum durante os quase 30 dias já vem causando prejuízo ao município. Um deles é a matéria do executivo que solicita do legislativo a aprovação para à criação da Secretaria de Articulações Institucionais (SAI), com representação em João Pessoa.

Durante a sessão de ontem, dois vereadores sondaram a elaboração de dois projetos: um é do vereador Bonaldo Dias (PMDB), que proíbe o uso de capacetes por parte de motociclistas dentro da cidade e o outro é a proposta do vereador Eugênio Cavalcanti (PDT), que pede aumento de salários para os secretários municipais de São Jose de Piranhas que atualmente recebem R$ 901,00.

Apenas sete dos nove vereadores se fizeram presentes à reunião deste sábado: Bal (PMDB); Bonaldo Dias (PMDB), Ricardo (PPS); Eugênio Cavalcanti (PTB); Zé Nildo (PCdoB); Demir Ferreira (PSDB)e Sinval Lacerda (PTB). Os faltosos foram Judivan (PTB) e Lacerda Junior (PCdoB).
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.