Câmara de recurso opina pela expulsão de Alexandre Almeida

A Câmara Recursal do PT nacional, formada por sete membros, opinou ontem pela aplicação de pena de expulsão ao presidente do diretório do partido em Campina Grande, Alexandre Almeida. A decisão sobre o caso, contudo, caberá à executiva nacional que ainda vai agendar uma oitiva do dirigente para que ele exponha as razões pelas quais preferiu apoiar a candidatura do PMDB à prefeitura de Campina Grande a obedecer as orientações partidárias de coligação com o PP de Daniella Ribeiro.
 
A informação foi repassada ao Parlamentopb pelo secretário de formação do PT da Paraíba, Josenilton Feitosa. Segundo ele, não há qualquer certeza sequer se a executiva pautará o pedido de expulsão de Alexandre.
 
– A executiva nacional do PT tem 21 componentes e ainda vai decidir se põe em pauta a expulsão de Alexandre Almeida, mas se for analisar o caso, ainda vai chama-lo para que ele se defenda. O procedimento tomado ontem pela câmara recursal foi técnico e não tem força política.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.