Câmara de Campina debate desafios enfrentados pelas mulheres

O mês de março, em especial, é marcado pela celebração e luta pelos direitos das mulheres no dia 8, o Dia Internacional da Mulher. A Câmara Municipal de Campina Grande, preocupada com os problemas enfrentados pelas mulheres no cotidiano, realizou na manhã dessa terça-feira (13) uma audiência pública, proposta pela presidente Ivonete Ludgério, para discutir e propor melhorias que ajudem a superar esses obstáculos enfrentados pelas mulheres.

Durante a audiência os participantes destacaram a principal preocupação que atinge o gênero feminino: o aumento da violência contra as mulheres no Brasil inteiro. As situações de risco, que ocorrem devido ao preconceito e machismo ainda enraizado na sociedade, levam a prática do assédio, abusos e feminicídios todos os dias, com dados alarmantes na incidência desse tipo crime.

A propositora, vereadora Ivonete Ludgério, ao longo da sua justificativa chamou atenção para a necessidade da garantia nas condições de igualdade dos gêneros, com participação social através do empoderamento feminino. Ela ainda alertou que esse ano, com a chegada das eleições, é indispensável analisar e votar em candidatos que fazem parte da luta por esses direitos, com políticas públicas efetivas para mulheres.

“Para essa data temos pouco a comemorar e muito para lamentar, infelizmente não tivemos grandes avanços para nós mulheres e a violência continua em níveis alarmantes. Nesse ano de eleição é necessário que nós observemos bem como os próximos candidatos se comportam diante desse tema, não vamos votar em pessoas que praticam e defendem o machismo, o abuso e a violência contra a mulher, vamos ficar atentas”, afirmou a presidente Ivonete.

De acordo com o pesquisador Daniel Guimarães, que ministrou a palestra ao longo da audiência e analisou as estatísticas da violência contra a mulher campinense e brasileira, é preciso fazer uma reflexão do momento atual da mulher na sociedade. “Essa violência deve-se ao fato do poder patriarcal ainda ser tão forte nas famílias ao longo da história. É preciso entender a importância do empoderamento para que a mulher atinja as condições de igualdade em todos os campos sociais e políticos”, explicou.

Comentários