Câmara campinense aprova reajuste para secretariado

A Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) aprovou por maioria simples, durante a sessão ordinária, na manhã desta quarta-feira (27), o Projeto de Lei Complementar encaminhado pelo poder executivo através da Procuradoria Geral do Município, que concede reajuste para os secretários municipais.
 
O Projeto de Lei Complementar 005/2013, foi aprovado com duas emendas do vereador Bruno Cunha Lima (PSDB). A primeira emenda mudou a redação do texto e onde havia a palavra “fixar” mudou-se para “reajustar”. A segunda emenda suprimiu o artigo que elevava os salários de secretários acima dos vencimentos dos vereadores.
 
Quatro vereadores se abstiveram da votação: Olímpio Oliveira (PMDB), Rodrigo Ramos (PMN), Napoleão Maracajá (PC do B) e Antônio Pimentel (PMDB). O Vereador Olimpio Oliveira sugeriu que o PLC fosse mais debatido e com consultoria técnica e jurídica sobre sua constitucionalidade.
 
Já para o vereador Murilo Galdino (PSB) não há inconstitucionalidade. Na visão do parlamentar fica a cargo do Executivo a iniciativa, de através de Projeto de Lei Complementar, propor o reajuste e à CMCG aprovar ou não. “A nós compete receber, analisar, votar e aprovar ou não. Pela Constituição Federal, a CMCG fixa o subsídio e foi fixado em 2002. Nós hoje apenas reajustamos, através do PLC que eu acredito que seja de fato de iniciativa do poder Executivo” ponderou Murilo Galdino.
 
O subsídio mensal de todo o secretariado passa de R$ R$ 7.297,28 para R$ 12.025,00.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.