Câmara campinense aprova plano de enfrentamento ao crack

A elaboração do Plano Municipal integrado de enfrentamento ao crack e outras drogas ilícitas em Campina Grande foi aprovada pela Câmara Municipal "Casa de Félix Araújo”. O requerimento de autoria do vereador Tovar Correia Lima (PSDB), visa desde a prevenção, até o tratamento e reinserção social dos usuários.

Segundo Tovar, faz-se necessário que Campina Grande siga os exemplos de outros municípios que já lançaram o plano municipal integrado de enfrentamento ao crack e outras drogas. "O recurso para um leito de desintoxicação é o dobro do valor disponível para uma internação comum. Portanto, é urgente a somatória de esforços da prefeitura de Campina Grande com casas e clínicas de recuperação para dependentes químicos com vistas à solicitação de credenciamento de instituições ao comitê gestor do plano integrado de enfrentamento ao crack e outras drogas, que é composto por representantes indicados no art. 3º, incisos i ao xv do decreto federal nº. 7.179, de 20 de maio de 2010".

O parlamentar lembrou ainda, que o Governo Federal dispõe de R$ 140 milhões, para esse programa, boa parte para a implantação dos leitos em hospitais e clínicas. O plano prevê uma série de ações a serem executadas de forma integrada e descentralizada, com a participação da sociedade civil e dos governos municipal, estadual e federal. Além de uma rede de prevenção, com estrutura de atendimento para receber e cuidar das vítimas Cack, entre estas os familiares. "O vício em crack é uma doença, e, portanto, precisa ser combatido pelo Município e pela sociedade em geral, independente de posição partidária", finaliza.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.