Cabedelo tem maior renda per capita da PB e Seridó, a menor

Os moradores de Cabedelo possuem a renda per capita mais alta da Paraíba. O valor do Produto Interno Bruto (PIB) per capita da cidade chegou a R$ 33.952, em 2007. O município também apresentou a maior taxa de crescimento da renda, em quatro anos, na Paraíba. O PIB do município subiu de R$ 16.412, em 2003, para R$ 33.952, em 2007, o que representa um crescimento de 104,7% no período. Os números foram divulgados nesta quarta-feira (16), pelo superintendente do Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme), Achilles Leal Filho.

A população de Caaporã, no Litoral Sul, possui a segunda maior renda per capita estadual. Na cidade, esse indicador econômico chegou a R$ 12.829, em 2007. O Conde, também no Litoral Sul, ocupa a terceira colocação no ranking. Os moradores da cidade litorânea têm renda anual de R$ 11.064.

Incentivos – O superintendente do Ideme, Achilles Leal Filho, afirmou que a melhora no rendimento da população de municípios paraibanos é decorrente do desenvolvimento de políticas públicas do Governo do Estado, que incentivam a instalação de empresas na Paraíba e a exploração do potencial turístico no Litoral paraibano.

“O município do Conde chama atenção para isso. A cidade possuía o 6º maior PIB per capita em 2003 e subiu para 3º lugar, em 2007. O Conde passa por um período de grande desenvolvimento no turismo. São hotéis e pousadas que se abrem no município para atender a demanda de visitantes que veraneiam ou passam o final de semana na cidade. Para se ter uma idéia disso, até colônia de suecos existe lá”, explicou Achilles Leal.

No entanto, o analista sócio-econômico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Jorge Souza Alves, ressaltou que o PIB per capita gerado a partir das riquezas produzidas nos municípios paraibanos nem sempre é revertido para a população local.

“Esse indicador é a soma de todas as riquezas produzidas no município, que é o PIB municipal, e depois é divido pela população da cidade. Mas isso não quer dizer, por exemplo, que cada morador de Cabedelo ganha anualmente R$ 33.592. Parte das riquezas produzidas nas cidades acaba indo para municípios vizinhos, estados ou outros países”, explicou o analista sócio-econômico do IBGE.

A menor –
Já o município de Seridó, na região da Borborema, tem a pior renda per capita da Paraíba. Na cidade, o indicador econômico chegou a R$ 2.437 em 2007. Depois, aparece o município de Imaculada, no Sertão paraibano, com PIB per capita de R$ 2.595. O terceiro menor está em Poços Dantas. Lá nessa cidade sertaneja o índice ficou em R$ 2.646 naquele ano.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.