Bruno Covas tem sangramento no fígado e vai para a UTI

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, foi encaminhado para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital Sírio Libanês, após apresentar um sangramento no fígado. A complicação ocorreu após a realização de um procedimento realizado nesta quarta-feira 11, no qual os médicos demarcavam a lesão tumoral diagnosticada em outubro.

De acordo com o boletim médico divulgado pelo hospital, o sangramento foi controlado e o prefeito permanece na UTI para ter monitorização constante.

Covas está internado desde domingo, 8, para realizar um novo ciclo de quimioterapia para combater um câncer no sistema digestivo. Antes de ser diagnosticado com câncer, Covas foi internado em 23 de outubro no Hospital Sírio Libanês para tratar uma erisipela (infecção na pele). Dois dias depois, os médicos diagnosticaram uma trombose venosa e exames subsequentes apontaram uma trombose pulmonar.

Por fim, os exames apontaram um câncer na cárdia, região de transição do esôfago para o estômago, além de uma metástase no fígado e lesões sistema linfático.

Na segunda-feira, 9, a equipe médica que atende Covas comemorou o resultado do tratamento durante entrevista coletiva. O oncologista Tulio Pfiffer afirmou que o tumor da cárdia, a lesão primária do Covas, havia reduzido e está em processo de cicatrização. A metástase no fígado e a lesão linfonodos também reduziram de tamanho. “As notícias não poderiam ser melhores”, disse Pfiffer.

De acordo com os médicos, o prefeito deve receber a oitava sessão de quimioterapia em fevereiro. Depois disso, ele será avaliado novamente. Durante a entrevista, o infectologista David Uip, que coordena a equipe médica de Covas, chegou a dizer que os dois farão a próxima festa de aniversário juntos. Ambos nasceram no mês de abril.

 

 

Veja

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.