Brito Neto acusa Alex Azevedo de impedir entrevista à imprensa

O ex-deputado federal Walter Brito Neto (PRB-PB), em nota enviada à imprensa, disse lamentar as dificuldades da juventude se situar num cenário político. O ex-parlamentar, que desligou-se recentemente do cargo que ocupava na administração municipal de Campina Grande disse que a participação dos jovens políticos é cerceada, causando prejuízos à população.

"Os R$ 14 milhões em emendas destinadas para aquisição de livros-texto da cultura afro que seriam distribuídos nas escolas de ensino fundamental e médio de todo o Estado não foram resgatados por que o anterior governo não teve sequer a disposição de fazer projeto e empenhar o recurso no Ministério da Cultura", explicou Brito Neto, acrescentando que vai recorrer ao governador José Maranhão para tentar resolver o impasse: “Estou tentando já a um bom tempo uma audiência com o governador Maranhão para falar sobre esse aporte financeiro disponível que irá beneficiar a Educação no Estado”, sublinhou.

Walter Neto lamentou também o fato de, após a destinação da emenda de R$ 1 milhão para o Maior São João do Mundo, ter sido "gentilmente impedido" pelo secretário Alex Azevedo, de dar uma entrevista coletiva na Coordenadoria de Turismo. Segundo o ex-parlamentar, esse foi um dos fatos que motivaram seu descontentamento com alguns membros da administração de Veneziano.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.