Brasil é o 5º maior mercado de celular e web

A Organização das Nações Unidas (ONU) divulgou um estudo hoje, apontando que o Brasil é o 5º maior mercado do mundo para celulares e internet. Mas, em termos de penetração de serviços, o país ainda está longe dos primeiros lugares.

De acordo com o "Estado de S.Paulo", outra constatação foi de que mais da metade da fabricação e exportação de bens e tecnologia acontece, atualmente, nos países em desenvolvimento. Entretanto, as exportações do Brasil não chegam nem a 1% das vendas anuais da China.

No final de 2008, segundo dados da ONU, o Brasil obteve 150,6 milhões. Em 2003, o número era de 47 milhões. Informações da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) apontam que o total de celulares em setembro foi de 166,1 milhões.

Em números absolutos, a China e a Índia lideram esse ranking com suas populações com mais de 1 bilhão de pessoas. No final de 2008, a China tinha 641 milhões de celulares, mais que o dobro de 2003. Já na Índia são mais 346 milhões. Os dois juntos ultrapassaram os Estados Unidos que possui 270 milhões de unidades. A Rússia tinha 187 milhões, em 2008.

Em 2008, o Brasil estava na 94ª posição entre 191 países da ONU em termos de penetração do serviço, com 78 celulares por 100 habitantes. Segundo dados da Anatel, em setembro, esse número chegou a 86,6. Mas, em outros países, no ano passado, o índice chegou a 2 celulares por habitante.

Apesar da crise global, a expectativa é que 2009 termine com 4,9 bilhões de celulares. No ano passado eram 4 bilhões.

Acesso à internet – No ano passado, o Brasil também tornou-se o 5 º maior do mundo, em termos absolutos, e acesso à web, com 60 milhões de brasileiros conectados. Em 2003, o número era de 19 milhões.

A liderança, nesse segmento, continua com a China com 298 milhões de pessoas acessando a internet. Há seis anos, eram 77 milhões. Nos EUA são 190 milhões. A Índia, que possui mais de 1 bilhão de pessoas, garante o acesso à 57 milhões.

Em termos proporcionais à população, o Brasil está em 76º com 25% da população com acesso à rede. Em diversos países europeus, mais de 60% da população está conectada. Mais da metade dos países ricos tem acesso, mas, nos países e desenvolvimento, o índice médio é de 15%.

 

Redação Adnews

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.